Topo

Tecnologia


Amazon estreia na telefonia com o Fire Phone; smartphone tem recursos 3D

Ted S. Warren/AP
Jeff Bezos, diretor-executivo da Amazon, apresenta o Fire Phone, primeiro smartphone da empresa Imagem: Ted S. Warren/AP

Do UOL, em São Paulo

2014-06-18T16:04:15

2014-06-18T19:41:22

18/06/2014 16h04Atualizada em 18/06/2014 19h41

A varejista norte-americana Amazon apresentou nesta quarta-feira (18) o Fire Phone, o primeiro celular inteligente da companhia. O smartphone vai começar a ser vendido nos Estados Unidos a partir de 25 de julho em duas versões: 32 GB (US$ 199) e 64 GB (US$ 299). Em ambos os casos, o consumidor deve assinar um contrato de dois anos com a operadora norte-americana AT&T.

Durante o evento, foi apresentado um recurso chamado "Dynamic Perspective" (perspectiva dinâmica, em tradução livre). De acordo com a empresa, a tecnologia consiste em uma nova forma de interagir com conteúdos, baseado na inclinação do aparelho, e que causa a percepção de visualização de imagens 3D. O recurso é útil para jogos e também facilita a visualização de mapas.

Amazon Fire Phone

  • Tela

    4,7 polegadas sensível ao toque

  • Dimensões

    13, 92 x 6,65 mm x 0,89 cm; 160 gramas

  • Processador

    Quad-core de 2,2 GHz

  • Câmeras

    13 megapixels (traseira) e 2,1 megapixels (frontal)

  • Memória

    2 GB de RAM

  • Armazenamento

    32 GB ou 64 GB

  • Sistema operacional

    Fire OS 3.5 (Android modificado pela Amazon)

  • Preços

    US$ 649 (32 GB) e US$ 749 (64 GB)

Ao ler algum texto, basta uma leve inclinada para o aparelho fazer o movimento de rolagem automático do conteúdo. No aplicativo de câmera, por exemplo, a funcionalidade ajudará a visualizar as últimas fotos tiradas.

"O segredo para o funcionamento é saber onde está o rosto do usuário a todo tempo", explicou Bezos, durante a apresentação. Para isso, o Fire Phone conta com quatro câmeras frontais (uma em cada ponta), que ficam monitorando os movimentos feitos pela pessoa que está utilizando o celular.

Divulgação
Recurso Firefly ajuda usuário a identificar mais de mil itens, segundo a Amazon Imagem: Divulgação

O sistema apresentado pela Amazon lembra um pouco o recurso paralaxe, presente no sistema operacional iOS 7, da Apple. Ao movimentar o smartphone, dá a impressão de que os ícones estão soltos, se movimentando. Em função disso, alguns usuários relataram que o efeito estava causando mal estar.

O aparelho tem botões de alumínio (sendo um específico para acionar a câmera), uma tela de 4,7 polegadas sensível ao toque, processador quad-core (de quatro núcleos) de 2,2 GHz, 2 GB de RAM, uma câmera traseira de 13 megapixels e uma frontal de 12 megapixels.  Segundo a companhia, quem adquirir o smartphone terá espaço ilimitado para armazenamento de imagens diretamente na internet. 

O dispositivo também conta com um sistema de dois alto-falantes Dolby Digital Plus Surround para, segundo a companhia, melhorar a experiência de consumo de vídeos.

O Fire Phone terá embarcado toda a linha de aplicativos da empresa, como o Kindle (para leitura de publicações), o Audible (ferramenta que permite ouvir livros em formato de áudio), o Amazon Prime (serviço de streaming de música) e Amazon Prime Video  (serviço de streaming de vídeo, concorrente do Netflix).

Bezos falou que o aparelho facilitará a realização de determinadas tarefas. No caso de atraso para uma reunião, por exemplo, o sistema já exibirá uma tela com sugestões de mensagens para serem enviadas aos outros participantes. Na tela de bloqueio, ao arrastar o dedo para a direita, será possível ter acesso a um álbum de fotos escolhido pelo dono do celular inteligente.

Um dos destaques da apresentação foi um recurso chamado de Firefly. Ele consiste numa aplicação que, segundo a Amazon, reconhece milhares de itens. O software utiliza a câmera do aparelho, por exemplo, para identificar capas de livro, produtos, DVDS e CDs.  Além de descobrir recursos visuais, é também possível, com a ferramenta, descobrir as informações de uma música ao ouvi-la ou de uma série de TV, também apenas pelo microfone do smartphone.

A ideia do Firefly é facilitar o acesso à informação do consumidor e incitá-lo a comprar itens dentro da plataforma da Amazon. 

Mais Tecnologia