Topo

Tecnologia


ICQ traz de volta nostalgia, mas oferece tudo que concorrência já tem

Divulgação
Nome do ICQ é um jogo de letras, que forma o som da frase "Eu procuro você" em inglês Imagem: Divulgação

Guilherme Tagiaroli

Do UOL, em São Paulo

2014-07-09T06:01:00

2014-07-09T14:05:10

09/07/2014 06h01Atualizada em 09/07/2014 14h05

Um dos programas de mensagem instantânea mais famosos no fim da década de 90, o ICQ tem uma versão móvel que lembra bastante o WhatsApp. Como vantagem, o “tiozão” dos comunicadores funciona oficialmente em computadores e faz ligações para telefones convencionais, por meio de um sistema pré-pago de recarga de créditos.

Disponível desde 2012, a última atualização do programa móvel para AndroidiOS e Windows Phone ocorreu entre a última semana de junho e a primeira de julho – as notícias sobre essa nova versão fizeram com que o ICQ voltasse a ganhar a atenção dos usuários brasileiros. Como novidade, o app traz a opção de enviar stickers (adesivos) divertidos e fazer busca de imagens pelo Google (só no Android), que podem ser enviadas durante uma conversa.

Nostalgia

Voltar a usar o ICQ é um exercício de nostalgia. Os novatos podem criar uma conta baseada em seu número de telefone ou e-mail, mas os veteranos – se lembrarem do ID do ICQ, composto por uma longa sequência de números – podem ter acesso ao perfil antigo.

Quem não souber de cabeça o tal ID pode fazer uma busca no diretório de usuários do serviço para depois redefinir a senha.

Divulgação
App do ICQ conta com stickers (adesivos) para usuários mandarem para amigos Imagem: Divulgação

A reportagem seguiu os passos acima para efetuar login em uma conta velha. Ao acessar o perfil, ele estampou um antigo apelido usado no ambiente virtual, mas não encontrou os contatos daquela época – provavelmente porque aqueles antigos usuários abandonaram o serviço.

O som de notificação (Ô-ôu) lembra aquele utilizado pelo programa na década de 90, mas sofreu uma leve alteração.

Teste

O ICQ móvel, como o WhatsApp, permite criar grupos, mostra se um usuário está disponível e exibe setas informando se a mensagem foi enviada ou se o destinatário leu o conteúdo.

Como diferencial, ele permite enviar mensagens curtas de vídeo (enquanto o WhatsApp só permite mensagens de voz) e fazer chamadas de voz de VoIP (como no Skype). Para os usuários conectados, não é cobrada tarifa. Já chamadas para telefones convencionais são cobradas – é necessário comprar créditos no site da companhia para habilitar essa função.

Também dá para fazer login no serviço usando um software para desktop, que está disponível gratuitamente para várias plataformas (Windows, Mac, Linux) e ainda agregar outros serviços de conversa ao ICQ, como Yahoo Messenger!, Chat do Facebook e o Gchat.

Apesar da volta ao tempo, o ICQ é atualmente um serviço de mensagens famoso apenas na Rússia – desde 2010, a companhia pertence ao grupo russo Mail.ru. Além disso, boa parte dos seus recursos já é usado em outros aplicativos, como WhatsApp (conversa gratuita via internet), Viber (possibilidade fazer ligações VoIP) ou WeChat (com seus adesivos).

A graça desse tipo de ferramenta é ter com quem conversar e, atualmente, a rede não tem muitos usuários no Brasil – o que pode tornar a instalação uma perda de tempo. 

Mais Tecnologia