Topo

Tecnologia


Capacete "high-tech" promete mover objetos com força da mente do usuário

Flávio Carneiro/UOL
Participante usa o EPOC+ durante feira de tecnologia CA World 2014 Imagem: Flávio Carneiro/UOL

Flávio Carneiro*

Do UOL, em Las Vegas

2014-11-14T13:32:57

14/11/2014 13h32

O EPOC+ é um capacete "high-tech" que, segundo seu fabricante, é capaz de identificar as ondas cerebrais do usuário que estiver vestindo o produto e emitir comandos para um computador. Essa captação seria feita por nove sensores e enviada via Bluetooth. Em pré-venda por US$ 499 (aproximadamente R$1.300) em seu site oficial, o gadget possui ainda conectividade 4G e wireless. 

A companhia por trás da ideia é a Emotiv. Ela demonstrou o produto no evento de tecnologia CA World 2014, promovido pela CA Technologies. A conferência, em Las Vegas, EUA, reuniu diversos desenvolvedores e demonstrou cases de sucesso e tendências da área.

Flávio Carneiro/UOL
Capacete EPOC+ Imagem: Flávio Carneiro/UOL
Nessa exposição foi possível fazer um rápido teste na ferramenta. Com o objeto na cabeça, o software identifica como seriam suas ondas cerebrais em um momento de repouso. Em seguida, é preciso se concentrar em um ponto fixo da tela.

Quanto maior o poder de concentração, mais rápido um carro se move na tela em uma competição contra o computador. Ao final da brincadeira, obtive 3.200 pontos e liderei o ranking até o fim do dia, quando não vi mais o quadro. Um resultado acima de 1.200 pontos é considerado bom.

Apesar de ter sido divertida, essa exibição não é o objetivo final do produto. Segundo seus criados, o capacete foi desenvolvido para fins mais sérios, como para o controle de cadeira de rodas, para o auxílio no sistema médico, bem como para analisar reações de consumidores a anúncios.

* O jornalista viajou a convite da CA Technologies.

Mais Tecnologia