Topo

Tecnologia


8 coisas que você provavelmente não sabia sobre o Windows

Maria Beatriz Vaccari e Sérgio Vinícius

Do UOL, em São Paulo

2015-07-28T06:00:00

28/07/2015 06h00

Após quase 30 anos da estreia do seu primeiro sistema operacional, a Microsoft se prepara para lançar o Windows 10 --a última grande atualização da plataforma, segundo a empresa norte-americana. O lançamento será realizado oficialmente nesta quarta-feira (29) em 190 países e em 111 línguas.

Confira algumas curiosidades sobre a evolução do Windows, que passam pelo sucesso da versão 95, pela transição do Internet Explore e até pela inexistência de uma versão 9.

Do Windows 1.0 ao Windows 10

  • Reprodução/Windows

    1. E o Windows 9?

    Durante o anúncio da nova versão, o vice-presidente corporativo da Microsoft, Joe Belfiore, afirmou que não seria correto chamar o novo sistema de Windows 9, já que ele é um produto completamente diferente. Entretanto, algumas teorias apontam uma possível incompatibilidade com as duas versões que começaram com o número 9 (Windows 95 e 98), caso a nova edição utilizasse o mesmo numeral.

  • Divulgação

    2. Por que Desligar em Iniciar?

    Uma das questões mais recorrentes a respeito do sistema operacional da Microsoft é "por que devemos clicar em Iniciar para encerrar o Windows"? O botão, presente na plataforma desde a versão 95, foi fruto de discórdia ao desaparecer no Windows 8. Não à toa reapareceu na atualização 8.1. Originalmente, ele se chamava System (Sistema), que foi substituído por não dizer muito ao usuário

  • Divulgação

    3. O maior sucesso

    O Windows 95 desembarcou no mercado em agosto de 1995. Em cinco semanas, 7 milhões de cópias foram vendidas. Em sua publicidade, os Rolling Stones cantavam Start Me Up. Entretanto, o que mais chamava a atenção na época era a aparição do menu Iniciar e dos ícones de maximizar, minimizar e fechar janelas.

  • Reprodução

    4. A foto mais vista do mundo

    O fundo de tela padrão do Windows XP já chegou a ser citada como uma das fotos mais vistas do mundo (http://zip.net/bjrHwP), apesar de não ter nenhuma comprovação científica. De qualquer forma, a imagem chamada Bliss não tem Photoshop e foi registrada pelo ex-fotógrafo da National Geographic Charles O'Rear. O cenário fica em Sonoma County, na Califórnia, nos Estados Unidos (http://zip.net/bpm4YR).

  • Divulgação

    5. Funeral do Internet Explore

    Criado em meados de 1995 e embutido no Windows 95, o Internet Explore chegou a ser o mais usado no planeta. Mas, a atualização liberada em 2011 --cheia de vulnerabilidades e falhas de segurança-- acabou com sua credibilidade. Chegou a ganhar inclusive o apelido de "o software menos seguro do planeta". No Windows 10, o navegador será substituído pelo Microsoft Edge (http://uol.com/bdffHl).

  • Bogdan Cristel/Files/Reuters

    6. Quanta evolução, não?

    Além de melhorias na interface, entre altos e baixos, os requisitos de hardware para o sistema operacional rodar também cresceram vertiginosamente. O Windows 3.0, de maio de 1990, pedia processador 286, memória de 640k, 6 MB de espaço em disco. Tanto o Windows 7 como o 8 pedem máquinas com hardware semelhante: processador de 1 GHz, 1 GB de RAM e 16 GB de espaço em disco.

  • Reprodução

    7. Os sobreviventes

    O Windows 1.0 desembarcou no mercado em novembro de 1985. O sistema já contava com barras de rolagem e caixas de diálogo. Entretanto, o que mais chamava a atenção eram os programas integrados --bloco de notas, calculadora, Paint, relógio--, que continuam a fazer parte do sistema operacional. O extinto jogo de tabuleiro Reversi, que pedia muito raciocínio do usuário, também fazia parte do pacote.

  • Divulgação

    8. Bom, ruim, ruim, bom, ruim...

    Popularmente, acredita-se que a Microsoft coloque no mercado uma versão boa e, na sequência, outra ruim. Ou uma boa e duas péssimas. Tudo começou com o Windows 95, que tinha um desempenho aceitável. O Windows 98 e ME desapontaram o mercado pela lentidão. Já o Windows XP foi adorado, pena que foi substituído pelo Vista [lento desempenho]. O Windows 7 agradou e as reclamações voltaram no 8.

Mais Tecnologia