Topo

Tecnologia


Brasil é terceiro país que mais se importa com aparência de aparelhos

Divulgação/Caviar
Apple e Samsung são as marcas preferidas dos brasileiros, diz pesquisa Imagem: Divulgação/Caviar

Larissa Leiros Baroni

Do UOL, em São Paulo

2015-09-21T06:00:00

21/09/2015 06h00

O Brasil aparece em terceiro lugar no ranking dos países que mais dão relevância ao design e ao estilo na hora de comprar smartphones, notebooks, computadores ou televisões. O país fica atrás apenas de Turquia e México, segundo pesquisa da empresa de análise de mercado GfK. 

Ao todo, 45% dos brasileiros entrevistados declararam concordar que estilo e aparência de produtos tecnológicos são fundamentais e decisivos. Outros 25% concordaram totalmente com essa afirmação, contra 8% que discordaram e 4% que discordaram totalmente.

Reprodução
Imagem: Reprodução

A importância atribuída ao design, de acordo com a diretora de Market Opportunities & Innovation da GfK, Eliana Lemos, não está ligada ao "status", tampouco ao "exibicionismo" dos usuários. "A relevância do quesito foi atrelada à ideia de inovação e de modernismo", relatou. "Ou seja, o consumidor opta por um aparelho mais bonito para se sentir mais moderno."

Como apontou Eliana, os brasileiros pesquisados elegeram a Apple e a Samsung como as marcas consideradas ícones no quesito design de smartphones. "Um empate colocou as duas empresas na liderança do ranking. Mas, na segmentação por faixa etária, a Apple lidera entre os mais jovens e a Samsung entre os mais velhos".

Quando se fala no design das TVs, a Samsung aparece na preferência dos entrevistados. "A LG e a Sony dividem o segundo lugar", afirmou a diretora da GfK.

Os mais preocupados com a aparência dos aparelhos são os consumidores de 40 a 49 anos. Nessa faixa etária, 49% dos entrevistaram reconheceram a importância do quesito aparência. O nível de concordância com a afirmação chegou a 48% entre os brasileiros com mais de 60 anos. Entre os jovens de 15 e 19 anos, o índice de concordância foi de 43%.

Os homens se mostraram um pouco mais preocupados com o design dos produtos tecnológicos do que as mulheres. Enquanto 46% do público masculino entrevistado afirmou concordar com a importância do design, 45% das consultadas concordaram com a afirmação. Já o nível de discordância foi de 8% tanto entre eles como entre elas.

Em um estudo complementar realizado em agosto deste ano no Brasil, a GfK verificou ainda que design e estilo são especialmente valorizados nos smartphones e nos televisores, sendo considerados muito importantes para 64% dos entrevistados no caso dos celulares, e para 60% deles no caso dos televisores.

O estudo foi realizado em 22 países com 26 mil pessoas com mais de 15 anos. Os questionários foram aplicados no ano letivo de 2014. A Suécia e a Bélgica foram os únicos países em que a maioria dos consumidores discordou com o "apelo da aparência e do estilo".

Brasil acima da média nacional

Os índices colocam o Brasil acima da média nacional. Ao todo, 33% dos mais de 26 mil entrevistados concordam que a aparência e o estilo são fatores muito importantes, enquanto apenas 9% discordam da afirmação. A proporção é exatamente a mesma para homens e mulheres. 

Nos resultados globais, diferentemente do que acontece no Brasil, o quesito é mais relevante entre os consumidores mais jovens, especialmente para aqueles com idades entre 20 e 29 anos (37%), entre 30 e 39 anos (36%) e entre 15 e 19 anos (34%). Apenas 23% dos entrevistados com 50 anos ou mais consideram que tais atributos são fatores importantes na escolha de produtos tecnológicos.

Mais Tecnologia