Topo

Tecnologia


Mumbai, na Índia, proíbe selfies em avenida após morte de duas pessoas

Reprodução/Flickr guy_incognito
Marine Drive, avenida de Mumbai (Índia) próxima ao mar Imagem: Reprodução/Flickr guy_incognito

Do UOL, em São Paulo

12/01/2016 11h59Atualizada em 12/01/2016 17h16

O governo de Mumbai, uma das maiores cidades da Índia, proibiu que turistas tirem selfies na área da avenida Marine Drive, próxima ao mar, depois que duas pessoas morreram no local na semana passada. 

Na ocasião, a adolescente Tarannum Ansari, 18 anos, caiu no mar tirando uma fotografia de si mesma. Depois Ramesh Walunj, 40, se afogou tentando salvá-la. Por conta da tragédia, a polícia da cidade indiana identificou 15 locais onde tomar selfies "pode ser perigoso".

Uma das duas amigas que estavam com Tarannum, Anjum Khan, também caiu na água mas foi salva por Ramesh. A outra garota do trio, Masturi Khan, não caiu e conseguiu ajudar no resgate de Anjum.

As novas áreas proibidas pela polícia incluem algumas das mais famosas atrações da cidade. Além da própria Marine Drive, estão barradas as Chowpatty Beach, Bandra Bandstand, os fortes de Worli e Bandra e as praias de Dadar e Juhu.

Dhananjay Kulkarni, o vice-comissário, disse que a primeira atuação da polícia seria a de solicitar às autoridades locais a colocar os sinais de aviso nos locais e implantar postos de salva-vidas se necessário.

No ano passado, as autoridades impuseram "zonas sem selfies" no festival hindu de Kumbh Mela devido a temores de que as fotos poderiam causar tumultos. Neste festival, as pessoas se banham no sagrado rio Godavari, no centro do país.

Na última tragédia envolvendo selfies, três adolescentes caíram das pedras para o Mar Arábico, perto do famoso coreto Bandra, um subúrbio a oeste de Mumbai.

(Com informações do "Telegraph", "BBC" e "Mashable")

Mais Tecnologia