Topo

Tecnologia


Zenfone 3 é lançado no Brasil nesta terça; veja o que já sabemos sobre ele

Divulgação
Zenfone 3 terá preço divulgado hoje Imagem: Divulgação

Márcio Padrão

Do UOL, em São Paulo

2016-10-25T06:00:00

25/10/2016 06h00

O Zenfone 3, terceira geração do smartphone intermediário da Asus, será oficialmente lançado nesta terça-feira (25), além de outros celulares e produtos da marca de Taiwan. O UOL Tecnologia estará no evento de lançamento para obter os detalhes restantes sobre o aparelho, como preço e data de venda.

Mas já sabemos bastante coisa sobre ele. A começar pelas especificações, que não deverão mudar em relação ao que foi visto no lançamento global do Zenfone 3, em maio.

  • 49703
  • true
  • http://tecnologia.uol.com.br/enquetes/2016/10/14/voce-gostou-do-novo-zenfone-3-da-asus.js

A versão do Zenfone 3 ZE552KL, testada pelo UOL, traz tela de 5,5 polegadas com resolução Full HD, processador Snapdragon 625 (octa-core, 2 GHz de velocidade), sensor de impressão digital na parte traseira e câmeras de 16 MP (traseira) e 8 MP (frontal), além de 3 GB de memória RAM e 32 GB de armazenamento. 

Lá fora, há outra versão do Zenfone 3 com 4 GB de RAM e 64 GB de memória interna. A Asus ainda não confirmou se o Brasil terá as duas versões à venda, ou só uma delas.

Também serão lançados no Brasil o Zenfone 3 Max, mais simples, e o Zenfone 3 Deluxe, que é a versão premium da linha. O primeiro traz como ponto forte a bateria grande de 4.130 mAh, enquanto o segundo impressiona (pelo menos na teoria) com seus 6 GB de RAM e processador Snapdragon 821, o melhor para celulares da atualidade.

A Asus pode anunciar mais produtos além de celulares. Não sabemos ainda quais são, mas em maio, também lançou em Taiwan o notebook ultrafino ZenBook 3, os computadores 2-em-1 Transformer 3 Pro, o Transformer 3 e Transformer Mini, e o robô Zenbo.

Preço será competitivo?

A linha Zenfone é o carro-chefe da Asus em celulares. Historicamente o aparelho entrega bom desempenho e recursos por preços abaixo da média do mercado de intermediários. O Zenfone 2, lançado no ano passado, trazia até 4 GB de RAM por preço inicial de R$ 1.299 na época.

Alguns vazamentos na semana passada estipulavam o preço do Zenfone 3 no Brasil entre R$ 1.399 e R$ 2.099. Marcel Campos, diretor de marketing da Asus na América Latina, já afirmou a jornalistas que o preço não deverá ser tão baixo quanto o do Zenfone 2, por conta das mudanças econômicas que encareceram todo o mercado de celulares do ano passado para cá, mas que ainda será competitivo.

Escorrega, pesa (de leve) mas é bonito

$escape.getH()uolbr_geraModulos('embed-foto','/2016/zenfone3selfie-1476476088160.vm') À primeira vista, já pudemos perceber que o design do aparelho teve mudanças significativas. Sua traseira agora não é mais feita de plástico, mas de vidro; as laterais de alumínio ficaram arredondadas, talvez para ajudar na pegada do aparelho, mas ainda assim parece um pouco mais escorregadio que o modelo de 2015, ainda que tenha ficado mais elegante.

O Zenfone 3 é o mais novo participante do "clube do USB Type-C", com a nova entrada reversível que está substituindo a Micro USB. Para quem não gostou do polêmico fim da entrada de fone de ouvido 3,5 mm no iPhone 7 e na linha Moto Z, não tema: ela continua lá.

A tela apresenta uma boa qualidade de cores e brilho e não deve fazer feio frente à concorrência --a Asus afirma que o modelo quer rivalizar com o Galaxy A7 da Sasmung, o Moto Z Play da Lenovo e o iPhone 6S Plus, todos com ótimos visores.

No quesito software, a empresa trouxe um Android 6.0 bastante modificado com a interface a ZenUi. Vários apps vêm pré-instalados, como o MyAsus (um tipo de assistência técnica remota), o Puffin (um navegador próprio, além do Chrome que também está no telefone) e o Asus Mobile Manager (gerenciador de desempenho), entre outros. $escape.getH()uolbr_geraModulos('embed-foto','/2016/zenfone3-1476476094661.vm')

A câmera chama a atenção pela velocidade de resposta: ela clica e fica pronta para a próxima foto muito rapidamente. Também é cheia de recursos: estabilizador ótico com quatro eixos (para fotos) e três (para vídeos) que acaba com tremidos; auto-foco laser que se ajusta em até 0,03 segundos; ajuste de contraste HDR; criação de GIFs, entre outros.

O sensor de impressão digital, na parte de trás, também é muito rápido: você toca com o dedo e a tela acende tão rápido que não mostra nenhum efeito de "fade-in" (do preto ao claro) como em outros modelos. Mas devido à posição você não vai conseguir usar sua polegar nele muito facilmente.

$escape.getH()uolbr_geraModulos('embed-foto','/2016/zenfone-3-1476476080238.vm')

Pelas primeiras impressões, ele demonstra ser um celular bastante interessante, com muitas novidades em relação ao Zenfone 2, mas é possível que isso acarrete em um preço mais alto também e ele perca um pouco do seu bom custo-benefício. Só confirmaremos isso mais tarde.

Primeiras impressões do Zenfone 3

Mais Tecnologia