Topo

Tecnologia


"Celular para selfie", Galaxy A5 é bom, mas não impressiona

Gabriel Francisco Ribeiro

Do UOL, em São Paulo

17/05/2017 04h00

Tem muita gente que sonha com um celular top de linha, mas precisa se contentar com modelos mais baratinhos. Pensando nisso, a Samsung lançou a linha Galaxy A, com aparelhos que se propõe a ter elementos de um modelo premium, mas com preço mais acessível.

O UOL Tecnologia testou o A5, mas esbarrou em defeitos chatos e características que seriam de top, mas que não se comprovam, como design e câmera. Nem o valor ajuda: um pouco mais de R$ 1.500.

Desempenho vai bem no geral. Mas a internet...

Com um processador da Samsung que está um pouco abaixo dos melhores da companhia e bons 3 GB de RAM, o Galaxy A5 vai bem no desempenho geral e funciona tranquilamente nas funções básicas, como redes sociais e internet.

Mas não espere nada além disso: demora para carregar um jogo mais pesado, por exemplo, e apresenta lentidões e atrasos na resposta dos comandos quando é usado com mais intensidade. 

Vinicius Andrade/UOL
Imagem: Vinicius Andrade/UOL

Durante o nosso teste, o celular apresentou recorrentes problemas para a navegação online em dados móveis e repetidas vezes deixou de conectar à internet, usando o 3G e o 4G --foi preciso colocar no modo avião e reativar a internet. O chip usado funcionou normalmente em outros modelos. Pode ser um problema pontual, mas que atrapalhou nossa análise.

A bateria também ficou naquela linha "boa, mas nada extraordinário". Ela tem um desempenho legal e no nível da maioria dos celulares no mercado. Seus 3000 mAh garantem mais de um dia de uso moderado, beirando um dia e meio.

Tela boa e design sem grandes novidades

A linha 2017 do Galaxy A contou com uma leve repaginação do design, mas, no fim, o A5 ficou "achatado" e parecido com os aparelhos da Motorola. O corpo é de metal, o vidro é resistente (Gorila Glass no padrão 2,5D) e as bordas ficaram mais curvas do que na geração passada, para ajudar na pegada do celular. 

Vinicius Andrade/UOL
Traseira do Galaxy A5 2017 Imagem: Vinicius Andrade/UOL
Já a tela é muito boa. O display é Full HD e tem a tecnologia Super Amoled da Samsung. Pode não ser tão brilhante como os modelos tops de linha, mas funciona bem para ver séries e assistir a vídeos.

Não é uma tela enorme (tem 5,2 polegadas), mas o tamanho é suficiente para a maioria das tarefas e ajuda bastante na usabilidade. Para quem faz questão da telona, a Samsung tem o A7.

Câmeras: muito MP para pouco resultado

O anúncio do Galaxy A5 trazia uma informação impressionante: câmeras frontal e traseira com 16 MP cada uma.

É raro câmeras frontais chegarem a esse número. Mas, como a gente sempre lembra, tamanho do megapixel não é documento. E é esse o caso.

Gabriel Francisco Ribeiro/UOL
Foto do Galaxy A5 2017 com luz natural Imagem: Gabriel Francisco Ribeiro/UOL
A câmera traseira não é tão eficiente, principalmente quando a iluminação não é ideal. O autofoco funciona, mas a estabilização das imagens deixa a desejar e resulta em fotos tremidas. Em ambientes com boa iluminação, contudo, elas ficam ótimas. 

Gabriel Francisco Ribeiro/UOL
Foto do Galaxy A5 2017 com luz artificial Imagem: Gabriel Francisco Ribeiro/UOL
Já a frontal evoluiu, de fato, com os 16 MP. A definição e o contraste de cores são bons, embora não sejam supereficientes em condições desfavoráveis de iluminação. Falta uma estabilização melhor – o fundo chega a ficar tremido em quase todas as selfies tiradas.

Gabriel Francisco Ribeiro/UOL
Selfie do Galaxy A5 2017 Imagem: Gabriel Francisco Ribeiro/UOL
Uma função legal da câmera do A5 é o “botão flutuante”, que permite colocar o disparador em qualquer ponto da tela. É uma ferramenta legal, mas é preciso lembrar de usá-la, já que não estamos muito acostumados. 

Vale a pena?

O A5 é um celular bom, mas tem alguns defeitos. Tem elementos de top de linha - como o corpo de metal, leitor de digitais e resistência a água e poeira – e conta com um desempenho razoável. Vale a pena se os problemas com a internet que apareceram no nosso teste forem pontuais.

Mas é preciso considerar que a própria Samsung tem celulares mais interessantes por uma diferença pequena de preço. Os Galaxys A7, A9 e até o top S7 estão na faixa de R$ 1.500 a R$ 2.100.

Já um LG G5 pode ser encontrado a partir de R$ 1.709, um Asus ZenFone 3 por R$ 1.395, e um Moto Z Play por R$ 1.529. 

Ficha técnica: Samsung Galaxy A5 2017

Tela: 5,2 polegadas Full HD Super Amoled
Sistema Operacional: Android
Processador: Exynos 7 Octa 7880 Cortex-A53 1.9 GHz
Memória: 32 GB de armazenamento e 3 GB de RAM
Câmeras: 16 MP (principal e frontal)
Dimensões e peso: 146.1 x 71.4 x 7.9 mm e 159 gramas
Bateria: 3.000 mAh
Pontos positivos: usabilidade e desempenho bons
Pontos negativos: problemas com internet móvel e câmeras razoáveis
Preço: R$ 1.599

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Newsletters

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero receber

Mais Tecnologia