Topo

Tecnologia


Teste da CNH digital é retirado do ar por receio de confusão

Serpro tirou do ar teste; app oficial será disponibilizado no fim de setembro

Do UOL, em São Paulo

31/08/2017 19h16

O Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados) tirou do ar nesta quinta-feira (31) o ambiente de testes disponibilizado para testar a CNH-e (Carteira de Habilitação eletrônica). Antes, quem baixasse o app poderia ver como vai ser a CNH Virtual que, no futuro, valerá como documento oficial.

De acordo com a companhia, a decisão foi tomada para evitar confusão. “A medida foi adotada para evitar dúvidas dos usuários com relação ao ambiente de download fora das lojas oficiais da Apple e Android”, informou a empresa.

Antes de tirar do ar, o Serpro tinha disponibilizado um arquivo no formato APK para smartphonescom sistema do Google. O usuário tinha que baixar o app e autorizar o telefone a instalar programas fora do Google Play, loja oficial dos apps da plataforma Android.

Baixar aplicativos fora das lojas oficiais pode ser uma forma de contaminar o smartphone com vírus. Muitos cibercriminosos tiram vantagem de usuários que tentam conseguir um app pago de forma gratuita para, justamente, infectar o dispositivo e conseguir obter dados pessoais sensíveis.

Só seria possível ter a CNH virtual no telefone quem tivesse uma CNH física com QR Code – aquele código escaneável que é popularmente usado para acessar o WhatsApp pelo computador.

O Serpro espera liberar uma versão oficial da CNH-e em 30 de setembro para as plataformas Android e iOS, da Apple.

Por ora, quem quiser ver como vai ser o aplicativo da CNH basta acessar o site do Serpro.

CNH no smartphone valerá como documento oficial

De acordo com o governo, o novo documento terá o mesmo valor jurídico da CNH física. A CNH-e será opcional e caberá ao condutor escolher se quer utilizar o aplicativo ou não. O usuário poderá fazê-la pelo smartphone, se tiver certificado digital, ou no Detran de seu Estado.

O app armazenará todas as informações do documento original, como foto e dados do motorista. Será possível ainda compartilhar o documento automaticamente para e-mail ou WhatsApp.

A carteira eletrônica será disponibilizada apenas a motoristas que tenham uma habilitação impressa com QR Code.

Em caso de perda ou roubo do celular, será necessário fazer um bloqueio para impedir o uso do documento. Isso poderá ser feito pelo portal de serviços do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito).

Mais Tecnologia