Topo

Tecnologia

Estudo confirma: "Pokémon GO" aumentou mortes no trânsito

Divulgação/Niantic
Mistura dos monstrinhos carismáticos com realidade aumentada, "Pokémon GO" foi febre no segundo semestre de 2016 Imagem: Divulgação/Niantic

Do UOL, em São Paulo

28/11/2017 10h41

Um estudo realizado pela Universidade de Purdue, em Indiana (EUA), usou dados locais de tráfego para chegar a uma conclusão nada agradável: a chegada de "Pokémon GO" resultou no aumento de ocorrências de danos a veículos, machucados e até mortes de trânsito.

O resultado disso é um documento chamado "Morte por Pokémon GO", que está disponível online (em inglês) e tem como autores os professores da universidade Mara Faccio e John J. McConnell.

Para chegar à conclusão, foram analisados 12 mil acidentes no condado de Tippecanoe, considerando os meses pré e pós-lançamento do game. Com os dados em mãos, eles cruzaram as informações levando em conta onde havia Pokéstops nas redondezas e, assim, traçando um paralelo mais próximo entre as ocorrências e o game.

VEJA TAMBÉM

Poképroblema

Em cruzamentos dentro de um raio de 100 metros das Pokéstops, a quantidade de acidentes foi 26,5% superior aos dos demais locais analisados durante o período. De acordo com os autores do documento, isso significou 134 acidentes no período de 148 dias após o game ser lançado.

Esses acidentes causaram danos materiais da ordem de US$ 500 mil, 31 pessoas machucadas e duas mortes.

A razão para escolher as regiões próximas às Pokéstops e não aos ginásios diz respeito ao fato de que as Pokéstops podem ser usadas, por exemplo, por quem estar dirigindo - as atividades nos ginásios exigem tempo. Com isso, é de se supor que vários motoristas envolvidos em acidentes estariam com o aplicativo aberto e se distraíram ao tentar utilizar a Pokéstop.

Por um lado, esse parece ter sido um problema pontual, uma vez que a Niantic criou um sistema de aviso caso o jogador esteja se movendo rápido demais - e que complica bastante a vida de quem pretende jogar em um carro em movimento, estando você no volante ou não. Outro fator que tende a diminuir ocorrências do tipo é a queda acentuada no número de jogadores meses após o lançamento.

Ainda assim, "Pokémon GO" pode ser jogado por qualquer pessoa: o game possui versões para iOS e Android e é gratuito. 

Mais Tecnologia