Topo

Tecnologia

Até tu, Google? YouTube começa a testar recurso parecido com "Stories"

iStock
Imagem: iStock

Colaboração para o UOL

30/11/2017 09h55

O recurso de vídeos ou fotos efêmeras começou com o Snapchat. Aí veio o Facebook, que implementou os “Stories” em quase todos os seus produtos. Aparentemente, agora é a vez do Google, que apresentou recentemente sua versão do recurso para o YouTube, mas com algumas modificações.

Para começar, o YouTube chama a nova funcionalidade de Reels e ela foi apresentada nesta quarta-feira (29) apenas para alguns criadores de conteúdo, com alguma considerável audiência na plataforma.

VEJA TAMBÉM:

 

 


A ideia do recurso é usar um novo formato de vídeo para que autores de vídeos possam se expressar de uma nova forma e aumentar o engajamento com fãs.

Será possível fazer vídeos de até 30 segundos, porém eles não expiram - podem ficar lá o quanto o criador do vídeo quiser. Além disso, será possível adicionar filtros, música, textos e adesivos.

Esses vídeos curtos produzidos no YouTube serão exibidos em uma aba separada dentro da página do canal do produtor de conteúdo. Ao acessá-la, o usuário poderá ter acesso aos arquivos - não será como nas plataformas do Facebook, em que o recurso aparece no topo do app.

De acordo com o YouTube, que foi ouvido pelo site de tecnologia norte-americano “TechCrunch”, conforme as pessoas forem vendo mais Reels, eles devem passar a aparecer na home do YouTube, como recomendação para os usuários.

Esses vídeos curtos são parte de um anúncio maior do YouTube que quer conectar autores de vídeo com seus fãs através do YouTube Community — uma plataforma social lançada em setembro do ano passado. Lá, os criadores podem postar textos, fotos, GIFs, pesquisas, etc. Se você não conhece, basta dar uma olhada na aba “Comunidade” no canal do YouTube da Anitta. Na seção, ela posta imagens e links de entrevistas que ela fez, por exemplo.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Newsletters

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero receber

Mais Tecnologia