Topo

Tecnologia


O vídeo mais visto no YouTube em 2017... não é o que você está esperando

Reprodução
Você não tem ideia do que te espera Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

06/12/2017 16h45

Provando que o mundo é um lugar muito mais vasto e incompreensível do que temos em mente, o YouTube divulgou a lista com os 10 vídeos mais assistidos de 2017, e o primeiro lugar certamente não é o que você espera.

Ele poderia ter ficado com alguma das peripécias de Ed Sheeran (39.888.838 visualizações), a apresentação da Lady Gaga no Super Bowl LI (37.136.284 visualizações), ou até com o famoso vídeo com as crianças de um especialista invadindo uma entrevista com a BBC (25.062.755 visualizações).

Veja também:

Mas, com mais de 182 milhões de visualizações, o vídeo mais assistido no YouTube neste ano de 2017 foi... este.

Um homem vestido de ostra cantando uma música romântica e levando o público à loucura.

Para um contexto (um pouco) melhor, este é um clipe do reality show "The Mask Singer", exibido na Tailândia. O programa é basicamente um "American Idol" ou "The Voice" da vida, com uma pequena diferença.

Reprodução
Três palpites para adivinhar qual é a diferença Imagem: Reprodução

Sim, todos os competidores vestem fantasias elaboradas, e usam máscaras para cobrir totalmente seus rostos. Eles até lembram aqueles monstros que os Power Rangers enfrentavam a cada novo episódio.

O mais chocante de tudo isto? Apesar de ser protagonista do vídeo mais visto no YouTube neste ano, Ostra - na verdade o cantor Panthapol Prasarnratchakij - nem chegou perto de vencer a competição, sendo eliminado na final de grupos por uma "Tartaruga".

Ainda assim, Panthapol pode ter este pequeno prêmio de consolação, conseguindo ser mais relevante até do que memes e apresentações de artistas reconhecidos mundialmente.

Reprodução
O Leão aprova Imagem: Reprodução

A não ser que você leve em conta a popularidade dos videoclipes no Youtube. Neste caso, os quase 200 milhões de visualizações da Ostra cantora não chegaram nem perto dos 4,4 bilhões de "Despacito".

Mais Tecnologia