Topo

Tecnologia


Microsoft tira app do Chrome de loja após trollagem do Google

Pixabay
Imagem: Pixabay

Colaboração para o UOL

2017-12-20T10:48:47

20/12/2017 10h48

O Google publicou o app do Chrome na Microsoft Store, loja de aplicativos do Windows 10, nesta terça-feira (19). No entanto, ele foi prontamente removido pela Microsoft no mesmo dia. O motivo? Uma trollagem do Google.

A “malandragem” usada pelo Google é que em vez de um app convencional, a companhia inseriu um app que abre um link para baixar o Google Chrome. Na página que abria, continha a mensagem: “navegue rápido: um navegador rápido, simples e seguro para todos os seus dispositivos.”

VEJA TAMBÉM:

O app foi removido ainda na própria terça-feira, algumas horas após a publicação. “Nós removemos o app instalador do Google Chrome da Microsoft Store, pois ele viola as regras da Microsoft Store”, informou a Microsoft em comunicado. O Google, até o momento, não se pronunciou publicamente sobre a exclusão do Chrome.

A briga entre as empresas parece reavivar a guerra dos browsers, que ficou muito conhecida durante os anos 2000 e redefiniu o mercado, que na época tinha o Internet Explorer como líder. Após um tempo, foi a vez do Mozilla Firefox e, mais recentemente, o Google Chrome lidera em plataformas móveis e em computadores.

No caso, o ato do Google parece ter sido apenas para provocar a Microsoft. Uma das razões para a publicação do app, segundo o portal "The Verge", tem relação com uma série de apps genéricos presentes na Windows Store. Abaixo, por exemplo, é possível ver uma espécie de réplica chamada GoGo Chrome.

Reprodução
Série de apps genéricos que remetem ao Chrome presentes na Windows Store Imagem: Reprodução

Existe ainda uma questão relacionada ao Windows 10 S, uma versão mais simples do Windows que só roda apps da loja da empresa. A Windows Store só permite que apps usem mecanismos de navegação ligados à Microsoft - algo que o Google parece não estar disposto a ceder.

O Windows 10 S, que deve estar presente em computadores com processador de celular, ainda não está presente em muitos computadores. Então, por ora, o Google deve manter o esquema atual: quem quiser baixar o Chrome, deve abrir o Microsoft Edge e fazer uma busca pelo navegador.

Mais Tecnologia