Topo

Tecnologia

Não se enrole: estas dicas vão acabar com a bagunça de fios eletrônicos

cabos

Rodrigo Lara

Colaboração para o UOL, em São Paulo

09/04/2018 04h00

Pode parecer frescura ou um luxo desnecessário, mas com cada vez mais aparelhos eletrônicos conectados entre si, emaranhados de fios costumam dominar cantos de salas e dormitórios. Um exemplo são as TVs, que normalmente estão ligadas a um receptor de TV a cabo, videogames, aparelhos de DVD e Blu-Ray etc. Cada conexão dessa exige um fio e todos esses aparelhos, por sua vez, precisam estar conectados a uma fonte de energia.

Imagine só o potencial para isso se tornar um emaranhado de fios pendurados que acaba com a decoração pensada para aquele cômodo.

Felizmente, há formas de contornar isso. Para elencar soluções para isso, UOL Tecnologia contou com a consultoria da arquiteta e professora da Faculdade de Arquitetura da Universidade Presbiteriana Mackenzie Ana Maria Fasanella. E traz uma boa notícia: a maioria dessas soluções são simples e não envolvem comprar uma TV de ponta

mapa

Defina uma rota

O primeiro passo é definir onde cada aparelho ficará e com o que ele estará ligado. Um exemplo são videogames: além de conectá-los nas tomadas, eles também são ligados à tv por meio de um cabo HDMI e, em alguns casos, a um roteador de internet por meio de um cabo de rede - o que garante uma conexão mais rápida, algo útil para jogar online.

A ideia aqui é agrupar os aparelhos de forma inteligente, o que, por si só, já evita que os fios precisem ficar esticados ou acabem seguindo um caminho que os leva a se misturar com os cabos de outros aparelhos.

O uso de filtros de linha - de boa qualidade, com fusíveis - que podem ser fixados longe da visão e hubs HDMI também ajudam a diminuir a quantidade de fios pendurados que vão até a tomada ou à TV, por exemplo.

"Com o planejamento e definição das posições dos aparelhos, todos os cabos podem passar por trás deles em um caminho oculto do olhar, mas de fácil acesso de manutenção", diz Fasanella. 

Reprodução/Pinterest
Imagem: Reprodução/Pinterest

E, para manter tudo organizado, vale usar os famosos "enforca gatos" (abraçadeira) para prender o excesso dos fios individualmente ou faixas flexíveis para que isso seja feito em conjunto. Também é interessante usar etiquetas que mostrem a qual aparelho eles pertencem.

Ainda que essa não seja uma solução que, de fato, esconda os fios, é algo que já ajuda com o visual e o melhor: não custa praticamente nada. 

quarto sala bagunça organização

Painéis são uma boa alternativa

Instalar TVs em suportes de parede tem sido uma solução cada vez mais comum. Se por um lado isso poupa espaço, por outro a chance de ter fios pendurados é enorme. 

Reprodução/Pinterest
Imagem: Reprodução/Pinterest

Uma boa solução para isso são os painéis sobrepostos à parede. Eles têm função decorativa e prática, porque mantêm um vão na traseira para a passagem oculta dos cabos. Algumas variantes, inclusive, são vendidas com nichos para abrigar aparelhos e deixar o ambiente ainda mais organizado.

Caso você precise trocar fios, ou ainda, mover algum equipamento, o painel pode ser um obstáculo. Ainda assim, usando fios como guia e com um pouco de paciência, passa longe de ser uma tarefa impossível. Se o painel tiver sido feito sob medida, peça para criar um acesso "camuflado" para os fios. 

empurrando

Use os móveis a seu favor

Resolveu instalar um home theater na sua sala, mas não sabe o que fazer com fios que vão até as caixinhas traseiras? Aqui vale ser criativo e usar os itens presentes no ambiente a seu favor.

Só não vale passar fios embaixo de tapetes. Fasanella explica:

Cabos elétricos acabam esquentando e precisam ficar livres para trocar calor com ambiente. Se estão sob tapetes, essa troca é dificultada é há risco de incêndio

Móveis suspensos, como estantes embutidas, ou ainda escrivaninhas e mesas encostadas na parede, por outro lado, podem servir para esconder fios. Para isso, é possível usar ganchos na parede, que ficam invisíveis e criam um caminho para que esses fios passem. Essa é uma solução útil, por exemplo, para quem tem um computador em casa.

Caso nenhuma dessas seja uma opção viável, ainda há as canaletas, sobre as quais falaremos mais a seguir. 

tubo

Entubando os fios

Quando instaladas isoladamente, canaletas não são exatamente bonitas, mas podem ser uma solução simples para esconder fios - especialmente quando uma tomada não está exatamente próxima dos aparelhos.

Elas podem ser usadas de maneiras inteligentes, como associadas a um filtro de linha, e têm opções de diversos tamanhos, podendo ser fixadas na parede usando pequenos pregos de aço, parafusos ou, ainda, fitas dupla face de boa qualidade. "Há também as canaletas incorporadas aos rodapés, que abrigam cabos de forma segura e eficiente", diz Fasanella. 

Reprodução/Pinterest
Imagem: Reprodução/Pinterest

Há ainda as chamadas eletrofitas, que são adesivos colados na parede capazes de transmitir eletricidade entre tomadas. Uma vez instalados, esses adesivos podem ser cobertos de massa corrida e pintados, ficando completamente escondidos na parede.

Por fim, sempre há opções menos práticas, como quebrar a parede e instalar dutos para a passagem de fios. Essa é uma solução mais definitiva e recomendada para casos extremos ou, ainda, para quando o imóvel ainda está em construção. De qualquer maneira, segundo Fasanella, é possível evitar este tipo de intervenção com planejamento. "Vale sempre consultar um profissional atualizado e especializado, seja ele eletricista, engenheiro ou arquiteto, que certamente saberá indicar o sistema ideal para cada ambiente"

Os fios não precisam, necessariamente, ser um estorvo ou, ainda, algo feio. Com criatividade, é possível incorporá-los à sua decoração e criar soluções únicas, como decorá-los com peças plásticas ou usar presilhas para fazê-los criar formas pela parede. Os cabos podem ser o inimigo de qualquer decoração de ambientes, mas se tratados da maneira correta, é possível que você nem se lembre de sua existência.

Reprodução/Pinterest
Imagem: Reprodução/Pinterest

Veja como limpar o teclado do computador

UOL Notícias

Mais Tecnologia