Topo

Tecnologia


Vazamento de dados do Yahoo! rende multa de US$ 35 milhões

Divulgação
Sede do Yahoo! em Sunnyvale, California Imagem: Divulgação

Márcio Padrão

Do UOL, em São Paulo

2018-04-25T15:17:54

25/04/2018 15h17

Uma agência federal dos Estados Unidos anunciou nesta terça-feira (25) uma multa de US$ 35 milhões --algo como R$ 127,7 milhões-- contra a Altaba, empresa formada pelo que sobrou da venda do Yahoo! à operadora de celulares Verizon.

O motivo da multa da Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC, na sigla em inglês) foi o fato de o Yahoo! não ter divulgado uma grande violação de dados em dezembro de 2014, resultado de um ataque que afetou pelo menos 500 milhões de usuários.

VEJA TAMBÉM:

Na ocasião, hackers russos roubaram dados, incluindo números de telefone, senhas, datas de nascimento e endereços de email. O ciberataque não se tornou público até 2016, quando o Yahoo! anunciou o ocorrido em um comunicado de imprensa.

"O fracasso do Yahoo! em ter controles e procedimentos para avaliar suas obrigações de revelação cibernética acabou deixando seus investidores totalmente no escuro sobre uma enorme violação de dados", disse Jina Choi, diretora do escritório regional da SEC em San Francisco, em um comunicado.

O Yahoo! é atualmente da Verizon, que uniu a empresa com a AOL para formar uma nova entidade, a Oath. Mas uma parte das operações do Yahoo! não adquiridas pela Verizon tornou-se a Altaba --uma "holding" (um tipo de superempresa dona de outras empresas) com participações de 15,5% no Alibaba Group e 35,5% no Yahoo! Japão. A nova multa afeta apenas a Altaba e exclui a Oath.

Como se fosse pouca coisa, um ataque hacker anterior a esse, em 2013, teve depois uma repercussão ainda pior para o Yahoo!, pois ele havia afetado praticamente todas as 3 bilhões de contas no site.

Segundo o portal "CNET", a Altaba se recusou a comentar.

Golpes no WhatsApp: use estas dicas antes de clicar em promoções falsas

UOL Notícias

Mais Tecnologia