Topo

Tecnologia

O futuro da Microsoft: veja cinco anúncios da empresa em sua conferência

Reprodução
Drones e câmera inteligentes: Satya Nadella, CEO da Microsoft, faz anúncios durante a Build 2018 Imagem: Reprodução

Márcio Padrão

Do UOL, em São Paulo

07/05/2018 17h18

Imagine uma câmera voadora capaz de detectar automaticamente falhas na estrutura física de uma fábrica. Ou uma reunião de trabalho em que a inteligência artificial sabe quem está na sala, transcreve o que foi dito e ainda brinca com hologramas. Esse é o futuro que a Microsoft planeja, segundo o que mostrou em sua conferência anual para desenvolvedores, a Build, nesta segunda-feira (7), em Seattle (EUA).

Segundo o executivo-chefe da empresa, Satya Nadella, os produtos da empresa são produzidos hoje sob três pilares: privacidade, cibersegurança e inteligência artificial ética. Em linhas gerais, Nadella diz que a Microsoft está preocupada em ajudar a conduzir corretamente os parâmetros para que as novas soluções em segurança e IA empoderem as pessoas, e não governos. E que as empresas donas dos serviços mantenham boa parte do controle, claro.

VEJA TAMBÉM:

Nadella elogiou a nova lei de proteção de dados americana, a Cloud Act, e a nova lei europeia de proteção de dados, que para ele são um "bom começo" porque criam uma "estrutura" para que as empresas possam colaborar com os governos, mas ainda mantendo os usuários no controle.

Mas as demonstrações práticas da Microsoft no evento deixaram um misto de animação e temor, pois a casa do Windows crê que seus serviços menos conhecidos do grande público, como a plataforma de computação em nuvem Azure e a assistente pessoal Cortana, serão muito úteis para integrar tudo e todos em diferentes situações. Por outro lado, nos deixou com aquela sensação "isso-é-muito-Black-Mirror" na cabeça.

Reprodução
Imagem: Reprodução

Cortana e Alexa juntinhas

"Se não pode vencê-los, junte-se a eles?" A assistente pessoal Cortana estava em terceiro lugar em uso nos EUA, segundo pesquisa do "Statista" de abril do ano passado, atrás do Google Assistente e da Siri (Apple). Então, a Microsoft resolveu juntar forças com a Alexa, assistente da Amazon que está em franca ascensão no país. A parceria foi confirmada em agosto, mas nesta segunda pudemos ver mais detalhes.

Agora a Cortana pode receber ordens em aparelhos com Alexa, e vice-versa, além de integrar com programas Microsoft. Por exemplo, você pode usar o alto-falante Amazon Echo para marcar reuniões e mandar emails no Outlook da empresa.

"Queremos que tirem o melhor de seus assistentes sem estar preso em um jardim murado", cutucou Nadella. Falou bonito, mas a parceria é só com a Alexa, e Siri e Google Assistente continuam sendo rivais da Microsoft.

Reprodução
Imagem: Reprodução

Drone com cérebro

A empresa fechou parceria com a DJI, renomada fabricante de drones, para implementar um kit de desenvolvimento de software (SDK) para Windows para criar soluções baseadas na Microsoft Azure para empresas. Na prática, um drone da DJI com câmera e com uma solução Azure conseguiu reconhecer sozinho o ponto exato de uma rachadura em um cano industrial, com um operador humano acompanhando pelo monitor. Isso pode agilizar vistorias ou ser útil em áreas perigosas para humanos (com vazamento de gás, por exemplo).

Reprodução
Imagem: Reprodução

Reconhecimento facial

Lembra do Kinect? Ele pode ter "morrido" para os videogames, mas para a Microsoft ele ainda terá sobrevida para aplicações de inteligência artificial envolvendo câmeras. O projeto Kinect for Azure vai pegar o conjunto de tecnologias do famoso acessório, incluindo sensores e câmeras de profundidade, para criar aplicações específicas em inteligência ambiental, isto é, reconhecimento de imagem somado a inteligência artificial.

Além disso, foi apresentada no evento uma câmera que também usa soluções de inteligência artificial da fabricante de chips Qualcomm para uso em internet das coisas. Podemos imaginar uma dessas reconhecendo sozinha os rostos de quem está habilitado a estar no interior de um condomínio.

Reprodução
Imagem: Reprodução

Não chegue atrasado

Mas esse futuro vigiado e interligado ainda não acabou. Uma das demonstrações mais impressionantes foi em uma reunião simulada com participantes presentes fisicamente e outros online, mas a câmera do escritório reconhecia quem entrou, transcreveu todas as conversas, deu sugestões de tarefas com base no contexto da conversa. A câmera da inteligência artificial vai saber se você chegou atrasado!

O ponto alto foi o uso dos óculos de realidade mista Hololens. Com ele, era possível visualizar uma planta 3D de uma edificação em cima da mesa. Outras aplicações com foram mostradas, como a layout, que prevê como ficariam novos objetos no espaço físico ---novamente, algo mais voltado para empresas.

Reprodução
Imagem: Reprodução

Windows mais espertinho

Um assunto mostrado no evento de forma discreta vai interessar mais aos usuários comuns. Um novo app chamado "Your Phone" promete conectar seu telefone ao seu PC com Windows 10, permitindo o acesso instantâneo a mensagens de texto, fotos e notificações. Essa experiência será lançada no Windows Insider Program em breve, diz a Microsoft.

O aplicativo Microsoft Launcher (já disponível para Android) deixa seu celular com um "visual Microsoft" -- suportará o recurso Timeline para mostrar o que você faz em programas Microsoft em dispositivos diferentes --por exemplo o que você fez por último no Excel, Outlook e Word, desde que tenha feito login na sua conta da Microsoft ao usar o Edge ou o Office 365. 

E quanto ao iPhone e iPad? Eles não contam com o Launcher por causa das limitações do iOS, que inibe esse tipo de redesenho visual do sistema operacional. Mas o recurso Timeline poderá ser usado via navegador Microsoft Edge do iOS. Ainda este ano, a Microsoft permitirá que os aparelhos da Apple acessem o recurso.

Cidadã e atração de TV, Sophia é a robô mais popular da atualidade

UOL Notícias

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Newsletters

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero receber

Mais Tecnologia