Topo

Tecnologia

Finalmente: Facebook vai parar de punir vítima que recebe nude de pênis

Getty Images/iStockphoto
Nova política sobre nudes de pênis foi passada para moderadores do Facebook Imagem: Getty Images/iStockphoto

Gabriel Francisco Ribeiro

Do UOL, em São Paulo

10/05/2018 18h16

Memorandos internos e vídeos de treinamento do Facebook obtidos pelo site norte-americano Motherboard apontam que a rede social vai mudar a maneira que lida com pessoas que recebem nudes não solicitados de pênis. Aparentemente, o site vai parar de punir as vítimas em casos do tipo - o Facebook vinha desabilitando contas de vítimas que postavam reclamações sobre receber fotos de genitálias masculinas sem solicitar.

Os vídeos e documentos fazem parte do material usado pela rede social para treinar as pessoas responsáveis por analisar conteúdos denunciados por outros usuários ou notados pela inteligência artificial – são os chamados moderadores que investigam e tomam ações sobre abuso de regras de uso do Facebook.

Veja também: 

Em um dos vídeos obtidos, um dos treinadores reconhece que o Facebook vinha desabilitando as contas. Exemplos recentes mostram pessoas que postaram as fotos como reclamação acabaram punidas pela rede social.

As imagens antigamente eram sinalizadas como “vingança pornô” e o material era enviado para revisão de um superior. A conta de quem postou a foto para criticar poderia, então, ser desabilitada.

Agora, de acordo com o mesmo vídeo, a política está sendo mudada. O Facebook está pedindo aos moderadores que simplesmente deletem as imagens que violarem as políticas da rede social, em vez de penalizar o usuário.

O material de treinamento vazado também reconhece que o site terá que balancear a abordagem para proteger vítimas masculinas de vazamento de fotos íntimas sem consentimento. A rede social quer ter certeza de que esses casos específicos não sejam afetados pela mudança na regra.

A nova política mostra o quão complexo é para o Facebook identificar e tomar ações sobre o que acontece na rede social. Segundo o vídeo obtido, a vítima terá que criar um único post para denunciar a imagem recebida, com o texto e foto relatando a situação. Caso as imagens sejam postadas em diferentes lugares ou não tenham texto apontando o problema, os moderadores poderão ainda interpretar o caso como “vingança pornô”.

O Facebook enfrenta há tempos polêmicas com censuras a nudez. A rede social já foi criticada por deletar e punir mulheres que postavam fotos amamentando seus filhos. Recentemente, inclusive, chegou a censurar uma foto de uma estátua de quase 30 mil anos.

Ao Motherboard, o Facebook afirmou usar tecnologias para prevenir casos do tipo e que tem um time dedicado de revisão de conteúdo que são treinados para revisar e remover posts explícitos.

Mais Tecnologia