Topo

Responsável por abuso de dados do Facebook posa de vítima para políticos

AFP
Ex-CEO da Cambridge Analytica, Alexander Nix, é sabatinado pelo comitê do Parlamento Digital, Cultura, Mídia e Esporte do Parlamento, em Londres Imagem: AFP

Márcio Padrão

Do UOL, em São Paulo

08/06/2018 12h11

Enquanto Mark Zuckerberg, executivo-chefe do Facebook, está até agora pedindo desculpas pelo escândalo de abuso de dados de 87 milhões de usuários de sua rede social, o ex-chefe da outra empresa responsável, a Cambridge Analytica, preferiu cair atirando.

Alexander Nix foi ao Parlamento britânico na última quarta-feira (6) e se definiu como vítima dos acontecimentos. Ele chefiava a consultoria britânica no auge do caso e foi flagrado pelo canal de TV Channel 4 explicando as táticas antiéticas de manipulação da opinião pública da Cambridge, dizendo a um suposto cliente que elas "não precisam ser verdade, só precisa que as pessoas acreditem".

VEJA TAMBÉM:

Nix culpou a "mídia liberal global" por atacar sua empresa e também culpou ex-colegas que nutriram rancor contra ele, como Christopher Wylie, o ex-funcionário que denunciou as entranhas da empresa.

A Cambridge como usou dados de milhões de usuários para alimentar um grande sistema de dados que ajudou em campanhas políticas como as de Donald Trump e a saída do Reino Unido da União Europeia, além de ter ligações estreitas com políticos de direita como Steve Bannon. Após o escândalo, ocorrido em março, a Cambridge fechou as portas em maio.

"Então, você é a vítima em tudo isso?", perguntou um membro do Parlamento, Brendan O'Hara. "Se você está sentado onde estou agora, provavelmente se sentiria bastante vitimado", disse Nix.

Segundo a "Rolling Stone", nas três horas e meia de sabatina, as respostas de Nix mudaram de negações abertas para um tom desafiador e uma raiva velada contra seus questionadores. 

Confrontado com o que falou no vídeo para o Channel 4 --"certamente, qualquer pessoa razoável pensaria que era uma oferta?", perguntou O'Hara-- Nix respondeu: "Você não precisa se sentar lá e manchar a minha reputação; eu já fiz isso para uma audiência mundial. Foi tolice minha, e foi uma armadilha bem trabalhada. Tiro o chapéu para o Channel 4 por destruir uma excelente empresa de tecnologia britânica".

Antes do depoimento, o jornal "Financial Times" informou na quarta-feira (6) que Nix havia sacado mais de US$ 8 milhões das contas da empresa quando descobriu que reportagens negativas sobre a Cambridge estavam prestes a sair e antes do pedido de proteção contra falência da consultoria.

Nix disse aos parlamentares britânicos que o relatório não é exato. Quando pressionado sobre o pagamento novamente mais tarde, ele se recusou a comentar e disse que ele teve que rever o assunto com seu advogado.

Como os dados de milhões de usuários do Facebook foram usados na campanha

BBC Brasil

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Newsletters

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero receber