Topo

Tecnologia


Quer viajar para o espaço? Passagem pode custar mais de R$ 1 milhão

Divulgação Blue Origin via Reuters
Passagem da Blue Origin vai custar entre US$ 200 mil e US$ 300 mil Imagem: Divulgação Blue Origin via Reuters

Rodrigo Lara

Colaboração para o UOL Tecnologia

2018-07-13T12:40:55

13/07/2018 12h40

Já imaginou entrar em um foguete e, poucos minutos depois, conseguir ver o nosso planeta a partir do espaço?

Parece coisa de filme de ficção científica, mas em breve isso poderá ser possível graças à iniciativa da Blue Origin, empresa astronáutica do dono da Amazon, Jeff Bezos.

VEJA TAMBÉM

E quando falamos "em breve", nos referimos a 2019, que é quando os voos comerciais à bordo do veículo espacial New Shepard deverão ter início.

Se você está empolgado e já começou a fazer as malas para um passeio fora do planeta, temos uma notícia não tão boa: a expectativa é que as passagens para um voo do tipo fiquem entre US$ 200 mil e US$ 300 mil, segundo informou uma apuração da agência de notícias Reuters .

Ou seja: ver nossa casa de longe pode custar mais de R$ 1 milhão. Cada voo poderá levar até seis pessoas e os comandos são operados de forma autônoma.

Quem decidir embarcar na aventura vai vor por uma altitude de 100 km, no chamado espaço suborbital.

Nessas condições, será possível experimentar uma sensação de gravidade zero e também ver a curvatura do planeta. Após o passeio, a cápsula volta à superfície sustentada por paraquedas.

Além de Bezos, outros empresários também estão na corrida para lançar um serviço de voos comerciais ao espaço. Um deles é Richard Branson, homem forte por trás da Virgin e da iniciativa espacial da empresa, a Virgin Galactic. Segundo ele, 650 passagens já foram vendidas para os voos espaciais da empresa - que ainda não têm data para ter início.

O preço de cada uma? "Apenas" US$ 250 mil.

Já Elon Musk, da Tesla, diz que uma das metas da sua empresa espacial, a Space X, é criar meios para que os seres humanos possam viver fora do planeta.

Independentemente das metas, é bom nos prepararmos: é provável que em breve teremos mais e mais fotos do espaço lotando Instagram e Facebook.

Mais Tecnologia