Topo

Tecnologia


É oficial: maior parte dos brasileiros só acessa a internet pelo celular

Getty Images/iStockphoto
Porcentual de pessoas conectadas aumentou no último ano Imagem: Getty Images/iStockphoto

Rodrigo Trindade

Do UOL, em São Paulo

24/07/2018 10h30

Computador é coisa do passado. Pela primeira vez na história, mais brasileiros usam internet exclusivamente no celular. É o que apontou o último TIC Domicíilios, pesquisa do Centro Regional de Estudos para o desenvolvimento da Sociedade da Informação (CETIC.br).

O levantamento apurou que 49% dos usuários de internet brasileiros navegam pela rede em seus smartphones. A proporção foi inédita na série histórica do estudo, que em sua edição anterior apurou que 51% das pessoas que acessavam a web no Brasil usavam tanto celular quanto PC – essa proporção caiu para 47% na versão mais recente da pesquisa (os outros 4% usam internet apenas no computador).

VEJA TAMBÉM

Mais de 23 mil pessoas foram consultadas em 350 cidades brasileiras entre novembro de 2017 e maio de 2018 para a realização do estudo, que também apontou uma grande disparidade de conexão das classes D/E para as classes A, B e C.

Apenas 42% dos membros da faixa mais pobre da população tiveram acesso à internet nos últimos três meses, em contraste a 67% da população total do país. O Brasil tem 120,7 milhões de conectados à web, número impulsionado pela população urbana, pois só 44% dos moradores da zona rural usam a internet.

O porcentual de domicílios conectados é menor do que o da população em geral: 61%. O número cai porque as residências das classes D/E têm 30% de acesso, enquanto as outras três estão acima dos 90%. No total, 42,1 milhões de casas do país usam a internet.

Entre os que não utilizam a web em casa, 59% apontaram o custo da internet como um dos motivos para não tê-la – 27% deram isso como o principal motivo disso.

O levantamento ainda apontou uma mudança nos hábitos do uso da internet. Cresceu a utilização de serviços de envio de mensagem, como WhatsApp e Messenger, e de chamadas de voz ou vídeo pela web, especialmente pelo WhatsApp, enquanto o uso de redes sociais caiu discretamente, assim como o envio de emails ou a participação em fóruns.

A rede também foi usada por 71% dos usuários brasileiros para entretenimento, como ouvir música, assistir vídeos e séries.

Mais Tecnologia