Topo

Tecnologia

Celular, TV e PC: como limpar e proteger para que os eletrônicos durem mais

iStock
Cuide bem do seu amor... Imagem: iStock

Rodrigo Lara

Colaboração para o UOL, em São Paulo

11/08/2018 04h00

Sabemos como pesa no bolso trocar os eletrônicos da nossa vida, por isso é sempre bom ter cuidado com eles. Além de limpar de vez em quando e proteger da melhor forma possível, perguntamos para especialistas que outras medidas podemos adotar para prolongar o uso dos aparelhos.

A boa notícia é que manter tudo funcionando corretamente, em geral, envolve cuidados simples. 

De olho no seu telefone

Quando o assunto é celular, não existe manutenção preventiva e, sim, uma dose extra de cuidado.

As películas e capinhas protetoras protegem o aparelho contra danos mais corriqueiros, como pequenas quedas e arranhões de tela, e também ajudam a manter a aparência de novo --o que pode ser um trunfo em uma possível revenda.

"O que o usuário de um smartphone pode fazer é colocar acessórios de segurança, como capas e películas. É diferente de um carro, que você tem que levar para trocar óleo, freios e fazer revisão periodicamente para evitar problemas maiores", afirma Junior Gromoski, técnico especialista da Suporte Smart, rede de franquia para assistência técnica de celulares:

Celulares só vão para a assistência técnica quando estão com problemas

Getty Images
Imagem: Getty Images
Caso o aparelho esteja sujo, nada de usar água para limpar. O ideal é usar um pano de microfibra seco, e para as sujeiras mais persistentes, um pano levemente umedecido com álcool isopropílico.

Uma dica, segundo Gromoski, é evitar levar o celular para o banheiro. A prática é comum, mas, além do risco de derrubar o aparelho no vaso sanitário, manter o smartphone no mesmo ambiente que se toma banho, por exemplo, pode trazer consequências graves a longo prazo.

Há o risco da umidade se infiltrar no celular, o que pode oxidar circuitos eletrônicos com o tempo

Gabriel Rangel / AgNews
Imagem: Gabriel Rangel / AgNews
Outras situações corriqueiras, como ir para a praia e levar o aparelho junto, também podem gerar problemas.

Além do risco de arranhões pelo atrito com a tela e a carcaça do aparelho, a areia e outras partículas pequenas podem se acumular nos componentes eletrônicos, chegando ao ponto de queimar sua placa

Mesmo protegido da areia, o celular ainda corre outro risco nesta situação: o calor. "O ideal é que o aparelho seja mantido sempre em ambientes com temperatura entre 15ºC e 30ºC. Temperaturas extremas podem prejudicar o desempenho da bateria e, até mesmo, danificá-la permanentemente". 

iStock
Imagem: iStock
 

Por fim, outro item que pode causar problemas é usar cabos e carregadores de baixa qualidade.

"Carregadores de celular funcionam como um transformador de energia, fazendo com que a corrente diminua ao passar da tomada para o aparelho. Qualquer falha que ocorra ali pode fazer com que o carregador transfira, diretamente, a corrente maior, causando choque ou superaquecimento do celular", explica Gromoski.

Cabos falsificados, de acordo com fabricantes, ainda podem provocar encaixes imperfeitos, danificando o celular. 

Reprodução
Imagem: Reprodução

Atenção extra com o computador

Computadores e notebooks exigem uma dose adicional de atenção. Aqui, o principal adversário é o pó.

Com o tempo, ele afeta o funcionamento do aparelho e dificulta o trabalho dos coolers, podendo causar superaquecimento de componentes.

Nestes casos, o ideal é levar a uma empresa especializada para realizar uma manutenção preventiva periodicamente.

Consiste em abrir completamente o aparelho, limpar suas partes e fazer a troca da pasta térmica dos dissipadores de calor

Wilson Afonso, técnico da assistência técnica Gameteczone

O procedimento só deve ser feito após o período de garantia do aparelho expirar, porque a abertura de qualquer computador pode levar ao cancelamento da garantia.

Além deste processo mais "invasivo", é possível tomar alguns cuidados mais simples. Use produtos específicos para a limpeza da tela, por exemplo. 

"Vale usar um pano levemente umedecido para tirar a sujeira mais pesada e depois uma flanela seca. No caso dos teclados, o ideal é usar pano seco para evitar que caia qualquer líquido em sua manta de contato. Se for teclado mecânico, a melhor maneira de limpar é remover tecla a tecla", diz. 

Getty Images
Imagem: Getty Images

Se você tem um notebook, evite locais que podem gerar mais calor, como mantas, tapetes ou cobertores.

Apesar de serem aparelhos portáteis, melhor não transportá-los ligados, já que isso pode causar danos ao disco rígido.

No caso de computadores com torre, use no-breaks para evitar que oscilações de energia danifiquem componentes do aparelho. 

TVs são mais resistentes

Outro aparelho que fica o tempo inteiro exposto à poeira e também é um "imã" de impressões digitais são as TVs. No caso delas, entretanto, há pouco o que fazer - e, felizmente, com o que se preocupar.

"Em geral, o que temos é poeira e marca de dedos. Para ambos os casos, um pano de microfibra seco é suficiente, normalmente não precisa nem de produtos específicos", afirma Igor Krauniski, gerente de produtos do departamento de TVs da LG. 

Getty Image
Imagem: Getty Image

Em caso de sujeira mais "grossa", não abra a TV.

"Não é indicado nem recomendado que consumidores abram o produto para fazer limpeza na parte interna, especialmente porque isso pode causar danos ao produto, acarreta a perda de garantia e também pode representar risco de choques e outros ferimentos", diz o especialista.

O produto foi feito para ser utilizado do jeito que foi entregue

Para limpar possíveis acúmulos de pó, a recomendação é passar um espanador sobre as saídas de ar da TV e, eventualmente, um aspirador de pó para retirar a poeira acumulada nas portas USB e HDMI do aparelho.

Krauniski aponta que apenas em casos extremos TVs podem sofrer danos por conta de acúmulo de sujeira em seu interior.

"Antes do produto ser considerado acabado, nós submetemos o produto a testes de stress e garantir seu funcionamento nas mais variadas situações. Assim como ocorre com qualquer eletrônico, também recomendamos evitar situações como deixar o produto exposto ao sol ou, no litoral, de frente para janelas expostas à maresia".

Fora isso, a única preocupação é deixar o aparelho limpinho. "Usos extremos podem encurtar a vida útil do aparelho, mas em situações de uso normal, basta apenas manter o aparelho limpo".

Dicas para limpar seu teclado

UOL Notícias

Mais Tecnologia