Topo

Tecnologia

Versões não oficiais do WhatsApp estão na internet, mas é melhor evitá-las

iStock
WhatsApp só tem dois apps na condição de oficiais Imagem: iStock

Márcio Padrão

Do UOL, em São Paulo

07/10/2018 15h02

Muita gente que usa o WhatsApp às vezes lamenta que o mensageiro não tem uma ou outra funcionalidade legal. Por isso os mais espertos correm atrás de versões alternativas do app para achar o que procura. O problema é que tais versões não foram criadas pela mesma empresa dona do WhatsApp, e por isso trazem riscos.

Bombam as buscas por nomes como GB WhatsApp, YoWhatsApp, OGWhatsApp, WhatsApp Transparent e WhatsApp Plus, versões piratas que são divulgadas por alguns entusiastas em blogs e no YouTube, chegando a testá-los e mostrar suas qualidades, como mais opções de personalização. Algumas delas são novos pacotes de emojis, grupos com mais participantes, envio de arquivos maiores e outras coisas.

VEJA TAMBÉM:

Mas não há como saber o quão seguros são estes apps, já que o WhatsApp Inc. só tem dois aplicativos oficiais: o WhatsApp e o WhatsApp Business, versão corporativa do app. E ele não dá suporte às versões piratas, que têm códigos-fontes diferentes do original.

Por isso algumas das versões não oficiais não constam nas lojas Google Play (Android) e App  Store (iOS), e seu arquivo de instalação só pode ser baixado em sites de terceiros.

Além da dificuldade técnica, há ainda o risco de estar comprando gato por lebre, pois qualquer aplicativo baixado fora da loja formal de apps para celulares Android é potencialmente perigoso. Você pode acabar instalando apps maliciosos que assumem o controle do seu celular e, com isso, roubam dados e causam até prejuízos financeiros.

Veja algumas das versões estranhas do WhatsApp, e fuja delas se possível.

Reprodução
Imagem: Reprodução

GBWhatsApp

À primeira vista, o GBWhatsApp (ou WhatsApp GB) parece muito atrativo. Permite coisas como uso de dois números de telefone de uma só vez, não mostra quando você está digitando ou gravando áudio, não mostra se você leu uma mensagem, permite mudar as cores do app, aceita grupos com nomes de até 35 caracteres, permite ver os Stories de alguém sem que a pessoa saiba e agenda o envio de mensagens.

Mas ele é da turma pirata, está hospedado em um site árabe de origem duvidosa e consegue acessar sua lista de amigos sem dar qualquer garantia de privacidade ou segurança, como a criptografia.

Reprodução
Imagem: Reprodução

WhatsApp Plus

Há alguns anos circula o chamado WhatsApp Plus, reconhecido principalmente por usar o mesmo ícone do mensageiro, mas com cor azul. Este MOD (modificação não autorizada) traz imagens de qualidade superior, e limite de 50 MB para compartilhamento de arquivos, contra os 16 MB do WhatsApp oficial. Mas já foi rechaçado pelo próprio WhatsApp, que em 2015 disse que ele contém códigos fonte sem garantia de segurança. E para piorar, a empresa passou a banir usuários que instalam o WhatsApp Plus. Vish!

Reprodução
Imagem: Reprodução

YoWhatsApp

Este outro MOD para WhatsApp também entrega --ou promete entregar-- várias coisinhas como funções extras de privacidade (como escolher quem pode ligar pra você); recurso “anti-eliminar mensagem”,que impede que os outros usuários apaguem as mensagens para você; novas fontes de texto; novos emojis do Android Oreo; e poder enviar qualquer tipo de arquivo com mais de 700 MB.

Mas a essa altura não precisamos repetir que é um app extraoficial sem qualquer garantia de causar danos os seus usuários.

Reprodução
Imagem: Reprodução

Zap Chat Messenger

Este aqui até está na Play Store --pelo menos até o dia em que publicamos esta nota-- e na verdade usa a API (um tipo de atalho entre a plataforma principal e outros apps) do Telegram, rival do WhatsApp, mas com um visual próximo do verde do original. No mais, ele permite grupos de até 50 mil membros, criação de grupos de contatos personalizados e envio de qualquer documento de até 1,5 GB.

Reprodução
Imagem: Reprodução

Zap Zap Messenger

Outro extraoficial com muitas firulas, como grupos de até 20 mil membros, conversas que são deletadas conforme tempo estimado, e envio e recebimento de mensagens anônimas. Ele ainda diz oferecer uma versão web, mas quando visitamos o endereço, ele encaminha para um (suposto) site de notícias chamado Sun Journal, do Maine (EUA). Vai confiar?

Reprodução
Imagem: Reprodução

Zap Sem Contato

Na teoria, este app se difere dos outros citados aqui por ser não um serviço turbinado do WhatsApp, mas por trazer uma única funcionalidade: permitir que você converse com uma nova pessoa no app sem precisar acrescentá-la aos contatos do telefone. Quando você o usa, é aberta a janela do WhatsApp com a nova conversa. Isso é legal para quem tem preguiça de acrescentar o número novo aos contatos, e porque só quer resolver uma coisa rapidamente com a pessoa. Não sabemos sobre a (falta de) segurança dele, mas bem que o verdadeiro WhatsApp poderia adotar isso.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Newsletters

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero receber

Mais Tecnologia