Topo

Tecnologia

Inovação

Bêbado dorme e deixa Tesla rodando no piloto automático na Califórnia

Divulgação
Motorista apagou dentro de um Model S, da Tesla Imagem: Divulgação

Rodrigo Lara

Colaboração para o UOL

04/12/2018 19h49

Patrulheiros da polícia rodoviária da Califórnia (EUA) tiveram que lidar com uma cena pouco comum na última semana: um veículo sendo conduzido perfeitamente enquanto havia um motorista aparentemente em sono profundo em seu interior.

Esse caso ocorreu na cidade de Palo Alto, ao sul de San Francisco.

O carro em questão era um Tesla Model S, modelo elétrico que tem, entre suas principais marcas, a possibilidade de ser equipado com um piloto automático que torna o veículo praticamente autônomo.

VEJA TAMBÉM

Os policiais tentaram acordar o motorista usando as sirenes dos seus veículos, sem sucesso. A solução seria parar o carro e, para isso, eles precisaram pensar "fora da caixa".

Após bloquear parcialmente o tráfego na rodovia, um carro de polícia entrou na frente do Model S e começou a diminuir a velocidade gradualmente, até que o carro parasse por completo.

Dentro do carro eles encontraram Alexander Joseph Samek, 45 anos, que, além de tudo, estava bêbado. Ele foi preso pela infração.

A dúvida, no entanto, é sobre como o carro permaneceu por tanto tempo com o piloto automático ativado. Depois de acidentes envolvendo o sistema, a Tesla diminuiu o tempo no qual o carro permanece com a direção autônoma ativada sem exigir que o motorista toque o volante.

Caso o motorista não responda após esses avisos, o carro automaticamente encontra um lugar para parar e liga o pisca-alerta.

Essa questão, inclusive, levantou dúvidas em Elon Musk, executivo-chefe da marca.

Em uma publicação no Twitter, ele afirma que não entende o que houve e que o caso está sob investigação dentro da empresa.

Esse sistema, no entanto, não é uma garantia de segurança. Há diversos vídeos na Internet que mostram maneiras de burlar essa verificação de segurança usando materiais simples, como uma garrafa d'água.

Uma solução para evitar problemas seria utilizar uma câmera que identificasse a posição e o comportamento do motorista, como ocorre com modelos da Audi e da Cadillac. Não há previsão para que a Tesla modifique esse sistema de segurança, mas o Model 3, menor carro da marca, possui uma câmera no retrovisor interno que poderia ser utilizada para esse fim.