Topo

Tecnologia

Truques de tecnologia

Jogar no arroz resolve? Como salvar celulares que caíram na água

Arte UOL
Quem nunca derrubou o aparelho na privada... Imagem: Arte UOL

Bruna Souza Cruz

Do UOL, em São Paulo

04/12/2018 04h00

Você está ali tranquilamente mexendo no celular quando de repente... ploft na água. Medo, desespero, risos nervosos. Com certeza você conhece "um amigo de um amigo" que já derrubou o celular na privada (confesse!). 

Em casos assim, muita gente acaba recorrendo ao bom e velho truque de enfiar o smartphone no pote de arroz por alguns minutos. Será que isso realmente funciona?

Recorremos aos especialistas no assunto e a resposta é: funciona, mas em partes. Mas ainda é melhor do que nada.

Veja também

Considerando que muitos smartphones não possuem resistência à água, a primeira coisa a fazer é agir rapidamente.

Em caso de mergulhos repentinos do celular em vasos sanitários, banheiras, piscina da chácara ou afins, tire imediatamente o dispositivo de lá. Dependendo do local onde caiu, certifique-se de que ele não está conectado na tomada. Não queremos tomar choque, certo?

A segunda coisa a fazer é desligar o smartphone, se ele ainda estiver ligado, e tirar a bateria se for possível. Isso também precisa ser feito muito rapidamente. Se você tentar ligar o aparelho molhado, um curto-circuito pode ocorrer.

Garantiu que está tudo desligado? Agora você tem algumas alternativas:

  • Manter o aparelho desligado e ir direto para uma assistência técnica (recomendado)
  • Tirar tudo o que for possível de dentro dele (cartão de memória, chip) e "mergulhá-lo" dentro do arroz (alternativa rápida)
  • Tirar tudo o que for possível e secar com papel (essa talvez demore mais tempo e não é certeza que resolva)

Vamos trabalhar com a segunda opção.

Encontre imediatamente um pote de arroz e coloque o celular lá dentro. Ele precisa ficar todo coberto -- o momento de rezar ou mentalizar que vai dar certo é agora.

Os grãos secos de arroz sugam a água que está nas partes superficiais do celular. Por isso, ajuda.

Aproveite enquanto espera para secar o chip e o cartão de memória que você tirou anteriormente. Deixe o celular no arroz por mais um tempo (não há um tempo exato).

Assim que o celular for retirado, já é possível ligá-lo novamente. Se tiver tudo certo com os circuitos internos, ele vai ligar e você vai conseguir usar normalmente.

Caso não dê certo, é possível que a água tenha penetrado muito na parte interna do aparelho. Aí, nem os deuses, santos ou anjos da guarda conseguirão ajudar. Um especialista em reparo de celulares será a melhor solução.

O truque do secador de cabelo funciona?

Usar um secador de cabelo para secar ajuda, mas é preciso tomar cuidado com o superaquecimento dos componentes internos do celular.

O ideal é utilizar o aparelho a uma boa distância do celular, que deve estar desligado.

E nem pense em secar o seu smartphone ao sol. O aquecimento intenso pode acelerar reações de oxidação pela água e pode danificar ainda mais o aparelho.

Como assistência técnica pode ajudar?

As dicas acima são importantes, mas os especialistas recomendam que o celular seja levado para a uma assistência técnica autorizada. Principalmente, se os aparelhos tiverem ficado muito tempo embaixo da água. 

Já parou para pensar como funciona? Entenda a tecnologia por trás das coisas do nosso dia a dia!

Leia mais
Uma das saídas adotadas pelas assistências é dar um banho químico no celular. Basicamente, trata-se da imersão do celular em uma solução feita geralmente com álcool isopropílico. O objetivo é "limpar" possíveis pontos de oxidação dos componentes. 

A matéria contou com a ajuda dos especialistas:

  • Nivaldo Zafalon Junior, doutor em engenharia elétrica pela Unicamp.
  • Junior Gromoski, técnico em smartphone da Suporte Smart, rede especializada em consertos de celulares e tablets
  • Tatiana Moura, sócia e técnica da Fix Online, empresa especializada em troca de vidro e tela de celulares

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Newsletters

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero receber