Topo

Tecnologia

WhatsApp


WhatsApp clonado? Descubra se você está sendo vítima e veja como resolver

Getty Images
Cuide bem do seu WhatsApp para evitar dor de cabeça Imagem: Getty Images

Colaboração para o UOL

2019-01-07T04:00:00

07/01/2019 04h00

Não só as fake news ou grupos de família dão dor de cabeça no WhatsApp. Usuários da plataforma de mensagens agora também se preocupam com crimes como a clonagem de perfis, em que criminosos invadem a conta do aplicativo, fazem-se passar pela vítima ou por amigos e pedem dinheiro.

Essa nova forma de crime está sendo investigada pela Célula de Inteligência Cibernética do Departamento da Polícia Civil do Ceará, que estima que mais de 5.000 pessoas em todo o Brasil tenham sido vítimas dos criminosos --existe um grupo que age em vários estados e alguns suspeitos já foram identificados, incluindo um dos chefes.

A operação de clonagem consiste na compra de um chip e na solicitação do resgate do número da vítima escolhida pelos golpistas. O diretor da Célula de Inteligência Cibernética, delegado Julius Bernardo, orienta que essa desconfiança seja frequente em conversas virtuais que envolvam dinheiro -- vale ressaltar que você dificilmente vai desconfiar de cara que o WhatsApp de uma pessoa próxima tenha sido clonado.

"Mesmo que pareça totalmente seguro, é necessário conferir por ligação telefônica ou outros meios se a mensagem recebida realmente foi enviada pelo amigo, cliente, familiar ou chefe."

VEJA TAMBÉM

Existe uma maneira de saber se estão tentando invadir seu WhatsApp. Veja a abaixo:

Primeiro, faça a verificação em duas etapas

Aprenda a ativar a autenticação em dois fatores no WhatsApp

UOL Notícias

A verificação em duas etapas oferece mais segurança para sua conta. Quando ativada, será pedida uma senha de seis dígitos em qualquer tentativa de verificação do número de seu celular no aplicativo, ou seja, sempre que for cadastrar o número.

Ao ativá-la, terá a opção de cadastrar um email que será utilizado para que o WhatsApp envie o link caso queira desativar o recurso. Portanto, se receber o tal email sem ter solicitado, não clique no link, pois alguém está tentando acessar sua conta. 

Além disso, a senha PIN será pedida periodicamente pelo WhatsApp como uma maneira de você não esquecê-la. Para ativar o recurso:

  • Toque no menu (três pontinhos no canto superior da tela).
  • Escolha "Configurações"
  • Em seguida, entre em "Conta"
  • Toque em "Verificação em duas etapas".
  • Toque no botão "Ativar".
  • Insira o PIN de 6 dígitos e depois em "Avançar".
  • Confirme o PIN e toque em "Avançar" novamente.
  • Insira um endereço de email para recuperação de acesso e depois em "Avançar".
  • Confirme o email e toque em "Salvar".
  • Por fim, toque em "Concluído".

Apague o histórico de mensagens

Está desconfiado de que sua conta se encontra em risco? Apague o histórico de mensagens das conversas que tenham informações pessoais. Para isso, entre na conversa > clique nos três pontinhos no canto superior direito > "Mais"> "Limpar conversa" > "Limpar". 

Desative o WhatsApp Web

Para evitar que qualquer pessoa possa ter acesso a sua conta a partir do computador, principalmente se ele é compartilhado, desconecte-o do dispositivo. Para isso, toque no Menu > WhatsApp Web > Sair de todos os computadores > Sair.

Reinstale o WhatsApp

Desinstale o aplicativo e o instale novamente. Com isso, o programa pedirá o PIN de verificação em duas etapas, além do SMS de verificação. Esse procedimento pode cancelar a clonagem de sua conta em outros aparelhos. Acesse Configurações > Aplicativos > WhatsApp > Desinstalar.