Topo

Tecnologia

Redes sociais


Revolução total! Instagram pode parar de mostrar número de curtidas

Reprodução/Tech Crunch
Mudança no Instagram pode fazer a rede social parar de mostrar número de likes Imagem: Reprodução/Tech Crunch

Gabriel Francisco Ribeiro

Do UOL, em São Paulo

2019-04-18T19:24:29

18/04/2019 19h24

Resumo da notícia

  • Instagram cria um protótipo de design em que número de curtidas fica oculto
  • Nesse novo design, número exato de likes só seria mostrado ao autor do post
  • Mudança pode trazer benefícios mentais e diminuir competitividade entre usuários
  • Instagram confirma o protótipo, mas diz que ainda não está fazendo testes com usuários

O Instagram poderá fazer em breve uma simples, mas revolucionária mudança no aplicativo. Segundo o site Tech Crunch, a rede social, que pertence ao Facebook, estuda esconder a contagem de curtidas que uma publicação recebe dentro do app.

A novidade, ainda em fase de protótipo, visa diminuir a ansiedade pelos likes e aumentar o bem-estar dos usuários. No novo design, apenas o autor do post tem acesso ao número exato de curtidas que uma foto recebeu - todos os seus seguidores e outros usuários não têm acesso à informação.

"Nós queremos que seus seguidores foquem no que você compartilha, não quantos likes seus posts recebem. Durante este teste, somente a pessoa que compartilhou o post vai ver o número total de likes que recebeu", explica a rede social no protótipo.

Se o design for confirmado, representaria uma revolução no app. Desde sua criação, o Instagram, assim como o Facebook com o 'like', foi baseado em curtidas de fotos e o número sempre representava a popularidade de uma imagem. Não é à toa que o coração com o número um dentro é hoje em dia um dos símbolos que remetem à rede social.

Para usuários que não publicaram a foto, as curtidas vão aparecer da seguinte forma: "curtido por (nome de um usuário em comum) e outros". A foto no topo do texto mostra como a novidade funcionaria.

Benefícios mentais

Existem vários benefícios para esconder a contagem de curtidas, que muitos acreditam gerar problemas psicológicos principalmente entre adolescentes. Entre eles, está acabar com a mentalidade de rebanho das pessoas só curtirem publicações que já receberam várias curtidas.

A mudança ainda pode reduzir a competitividade no Instagram, já que usuários não vão mais comparar seus números com aquele conhecido que é muito popular.

Esse fator ainda diminui a ansiedade causada a cada foto publicada no Instagram. Mais um lado benéfico do design seria encorajar criadores e influenciadores a postarem o que acham ser mais autêntico em vez de o que vai atrair mais likes.

Novidade ainda não é oficial

A mudança de design foi notada pela usuária Jane Manchun Wong, especialista em engenharia reversa e colaboradora do Tech Crunch que já conseguiu identificar anteriormente outras mudanças do Instagram. A engenheira descobriu o teste no código do app para Android e conseguiu gerar os prints de como a rede social ficaria.

O Instagram confirmou ao Tech Crunch que o design é um protótipo interno que ainda não está disponibilizado para o público. Um porta-voz do app afirmou que a empresa ainda não está testando a funcionalidade, mas que a rede social sempre busca meios de reduzir a pressão em usuários.

Lola Aronovich: há uma década sendo alvo de grupos de ódio na web

Veja relato

Funcionalidades notadas da mesma forma anteriormente pelo site, como chamada de vídeo, trilha sonora para Stories e tempo gasto no app, acabaram virando realidade. A engenheira ainda conseguiu notar outras novidades, como uma em que letras de uma música aparecem como se fosse karaokê nos Stories.

Não está claro se a mudança das curtidas efetivamente chegará aos usuários, já que pode afetar criadores e influenciadores que utilizam a rede social como forma de renda. O número de seguidores, por sinal, não seria escondido dos perfis. Recentemente, o Instagram parou de mostrar quantas fotos um usuário já postou, número que era exibido anteriormente em todos os perfis.

A rede social adquirida pelo Facebook não é a única a pensar em mudanças do tipo. No último mês, o Twitter passou a testar uma ocultação do número de retweets de um post para desencorajar competitividade a mentalidade de rebanho.