Topo

Tecnologia


Após descoberta de falha, governo alemão sugere uso de alternativas ao Internet Explorer

Reprodução
Falha no IE pode fazer com que invasores infectem computadores quando usuário visita site malicioso Imagem: Reprodução

2012-09-18T17:31:50

18/09/2012 17h31

 

O governo alemão pediu nesta terça-feira (18) que o público deixe temporariamente de usar o Internet Explorer, da Microsoft, após a descoberta de um erro ainda não consertado no navegador da web que a fabricante de softwares disse tornar computadores vulneráveis a ataques de hackers. Veja aqui como se proteger

A falha de segurança, que afetou centenas de milhões de navegadores Internet Explorer em todo o mundo, chegou ao conhecimento do público no fim de semana. A Microsoft disse na segunda-feira (17) que invasores podem explorar a falha para infectar o computador de alguém que visita um site malicioso e, então, assumir o controle do computador da vítima.

O Escritório Federal para Segurança de Informação do governo alemão (BSI, na sigla em alemão) disse estar ciente dos ataques, além de que bastaria atrair internautas para um site malicioso para infectar os computadores. "É necessário temer uma dispersão rápida do código", disse o governo alemão em comunicado.

O BSI aconselhou todos os usuários do Internet Explorer a usarem navegadores alternativos até que a desenvolvedora divulgue uma atualização de segurança.

Representantes da Microsoft não responderam a uma solicitação para comentar o comunicado. Na segunda, a empresa pediu que clientes instalassem um software de segurança como uma medida temporária, dando tempo para que a Microsoft consertasse a falha e lançasse uma nova versão mais segura do navegador.

Mais Tecnologia