Topo

Tecnologia

Unidade da Tencent busca evitar divulgação de informação societária antes de IPO

06/07/2017 16h32

HONG KONG (Reuters) - A filial de publicações online da Tencent Holdings procurou uma isenção às regras de listagem da bolsa de Hong Kong para permitir a retenção de informações sobre participações detidas por alguns de seus executivos, atraindo críticas de defensores da governança corporativa.

A China Literature solicitou a incomum isenção sob justificativa de que revelar as participações de três executivos "atrairia atenção desnecessária entre os funcionários em questão da Tencent e provavelmente criaria um ambiente de trabalho desfavorável e político que distorceria significativamente a cultura de trabalho da companhia".

A empresa fez um registro de abertura de capital em Hong Kong na segunda-feira. Os três executivos são membros do conselho e terão que divulgar suas participações na Tencent como parte das regras locais. O pedido será avaliado pelo comitê de listagem da bolsa.

Jamie Allen, secretário-geral da Associação Asiática de Governança Corporativa, disse que conceder a exceção poderia abrir um precedente ruim.

A China Literature pediu uma renúncia para que não tenha que revelar as participações de James Gordon Mitchell, um ex-executivo do Goldman Sachs e diretor de estratégia da Tencent; de Cheng Wu, presidente-executivo da Tencent Pictures; e Lin Haifeng, gerente-geral de fusões e aquisições da Tencent Science & Technology.

Eles detêm "uma porcentagem insignificante" na Tencent, adicionou o pedido. Mas com valor de mercado estimado perto de 330 bilhões de dólares, mesmo uma pequena fatia na maior rede social e empresa de conteúdo online da China faz deles executivos multimilionários.

(Por Elzio Barreto)

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Newsletters

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero receber

Mais Tecnologia