Topo

Tecnologia


Empresas investem US$300 mi em ensino de ciências da computação para jovens nos EUA

2017-09-26T16:36:46

26/09/2017 16h36

WASHINGTON (Reuters) - Um grupo de grandes empresas lideradas pelo setor de tecnologia anunciou nesta terça-feira planos para alocar mais de 300 milhões de dólares em cinco anos para impulsionar programas de ciência da computação para jovens estudantes.

Amazon.com, Facebook, Alphabet, Microsoft e Salesforce.com anunciaram em Detroit que estão investindo 50 milhões de dólares em esforços educacionais do jardim de infância até a 12ª série, disse a Associação da Internet, um grupo comercial que representa as empresas de tecnologia que ajudaram a organizar o investimento.

A Lockheed Martin vai investir 25 milhões de dólares. Accenture, General Motors e Pluralsight investirão cerca de 10 milhões de dólares cada.

"É essencial que os setores público e privado trabalhem juntos para garantir que todos os estudantes norte-americanos tenham a oportunidade de aprender ciências da computação e participar do setor de mais rápido crescimento de nossa economia", disse Michael Beckerman, que comanda a Associação para Internet.

De acordo com a Code.org, uma organização sem fins lucrativos dedicada a expandir o acesso à informática, há mais de 500 mil empregos de computação abertos, mas apenas 50 mil graduados em ciência da computação por ano. Menos da metade das escolas norte-americanas oferecem cursos de informática.

Na segunda-feira passada, o presidente norte-americano, Donald Trump, pediu que o Departamento de Educação estabeleça um objetivo de dedicar ao menos 200 milhões de dólares por ano em fundos para desenvolver o ensino de ciências da computação para crianças, mas não identificou uma fonte de financiamento.

(Por David Shepardson)

Mais Tecnologia