Topo

Tecnologia

Computação em nuvem impulsiona crescimento massivo de gigantes de tecnologia

27/10/2017 12h55

SAN FRANCISCO (Reuters) - Amazon.com, Microsoft, da Alphabet e a Intel estão colocando seus chips em negócios de computação em nuvem.

As quatro empresas divulgaram ganhos trimestrais massivos na quinta-feira, mostrando a força da migração da computação corporativa dos centros de dados para a nuvem.

O negócio Azure da Microsoft quase dobrou, com crescimento ano a ano de 90 por cento. A empresa não divulga números de receita do Azure, mas a empresa de pesquisa Canalys estima que o negócio gerou 2 bilhões de dólares para a Microsoft.

A Amazon Web Services ainda oferece mais receita do que qualquer um de seus pares. No trimestre, a varejista online faturou quase 4,6 bilhões de dólares - um aumento ano a ano de 42 por cento.

A Alphabet também não divulga a receita do Google Cloud Platform, mas a Canalys estima que o negócio gerou 870 milhões de dólares no trimestre, um aumento de 76 por cento ano a ano.

O presidente-executivo do Google, Sundar Pichai, disse que o Google Cloud Platform é uma das prioridades para a empresa. Ele disse que o buscador planeja continuar expandindo sua força de vendas na nuvem.

A Canalys estima o mercado de computação em nuvem em 14,4 bilhões de dólares no terceiro trimestre, alta de 43 por cento em relação ao ano anterior. A Amazon detém 31,8 por cento do mercado, seguida pela Microsoft com 13,9 por cento e da Google com 6 por cento, de acordo com as estimativas da Canalys.

Refletindo o crescimento global do mercado foi o forte desempenho da Intel, que vende processadores e chips para fornecedores de nuvem. Em julho, a Intel lançou o seu novo Xeon Scalable Processors, que impulsionou 7 por cento de crescimento ano a ano para o negócio de centros de dados da empresa.

(Por Salvador Rodriguez)

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Newsletters

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero receber

Mais Tecnologia