Topo

Tecnologia

Base de clientes de TV por assinatura recua 4% em 12 meses até fevereiro, diz Anatel

29/03/2018 13h06

SÃO PAULO (Reuters) - As empresas de TV por assinatura no Brasil perderam 4,09 por cento de sua base de clientes em 12 meses até fevereiro de 2018, ou 761,7 mil contratos, em meio uma economia ainda em lenta recuperação e o crescimento de serviços de streaming de vídeo, mostraram dados divulgados nesta quinta-feira.

No fim de fevereiro, o Brasil tinha 17,864 milhões contratos de TV por assinatura ativos, 0,67 por cento ou 120 mil contratos a menos que em janeiro, de acordo com dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) divulgados nesta quinta-feira.

O grupo Claro, da mexicana América Móvil, que opera as marcas Net e Claro, perdeu 800,3 mil contratos, ou 8,17 por cento, ante fevereiro de 2017, mas manteve a liderança do setor com 8,989 milhões de assinaturas. Em relação a janeiro deste ano, o grupo perdeu 44,9 mil assinaturas em fevereiro.

A Sky/AT&T, segunda maior operadora de TV por assinatura do país, ampliou sua base de clientes em 12 meses em 68,2 mil, ou 1,31 por cento, para 5,291 milhões contratos. Mas em relação a janeiro, a empresa registrou o pior desempenho entre as maiores operadoras do país, com a perda de 71,2 mil assinantes em fevereiro.

Já a Oi, em recuperação judicial, ampliou sua base de clientes em 12 meses em 14,22 por cento, ou 189,7 mil contratos, para 1,524 milhão de clientes. Somente no mês de fevereiro, a Oi adicionou 4,9 mil clientes -- melhor desempenho entre as maiores empresas do setor.

A Vivo, da espanhola Telefónica, perdeu 98 mil clientes, ou 5,86 por cento, em 12 meses e encerrou fevereiro com 1,576 milhão de contratos ativos. Em relação a janeiro, a empresa perdeu 2.867 clientes em fevereiro.

(Por Taís Haupt)

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Newsletters

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero receber

Mais Tecnologia