Topo

Tecnologia

Samsung negocia com ZTE e outras empresas para fornecer chips de processador móvel, diz executivo

15/05/2018 18h08

Por Joyce Lee e Ju-min Park

HWASEONG, Coreia do Sul (Reuters) - A Samsung está negociando com vários fabricantes de smartphones, incluindo a chinesa ZTE, para fornecer chips para processadores móveis, disse um executivo sênior, numa competição mais direta com sua maior rival Qualcomm.

A gigante de tecnologia sul-coreana gera a maior parte do lucro de seus chips de memória básicos e vem reforçando o desenvolvimento de chips lógicos, como processadores móveis, sensores de imagem e chips automotivos para diversificar.

Seus principais chips móveis Exynos alimentam a linha de smartphones Galaxy da Samsung, mas o chipset tem apenas um cliente de smartphone externo - a Meizu Technology, da China.

"Estamos conversando com todos as empresas", disse Inyup Kang, chefe do System LSI, desenvolvedor de chips lógicos da Samsung, em entrevista à Reuters, referindo-se aos fabricantes de equipamentos originais.

Kang, ex-executivo da Qualcomm, disse esperar anunciar um novo cliente para os chipsets Exynos na primeira metade de 2019.

A busca por novos clientes para os chips Exynos ocorre após os Estados Unidos proibirem suas empresas de vender componentes para a chinesa ZTE por sete anos, após a empresa violar os termos de um acordo de embarque ilegal de mercadorias feitas com peças dos EUA ao Irã e a Coreia do Norte.

Isso criou a urgência para a ZTE diversificar fornecedores, disseram analistas, embora as tentativas de resolver o problema tenham acelerado após o presidente dos EUA, Donald Trump, prometer no domingo ajudar a ZTE a "voltar aos negócios rápido".

A Samsung disse mais tarde à Reuters que não há certeza de que um acordo será fechado com a ZTE, e sua política é tratar todos os fornecedores igualmente.

(Por Joyce Lee e Ju-min Park)

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Newsletters

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero receber

Mais Tecnologia