UOL Notícias Notícias
 

05/01/2006 - 15h59

Turquia: ponto convergente de três grandes rotas de aves migratórias

ANCARA, 5 jan (AFP) - A Turquia, onde foram registradas as primeiras mortes de seres humanos às portas da Europa com o vírus da gripe aviária, é cortada por três rotas migratórias de aves selvagens.

A cada ano, cerca de 500 mil aves migratórias usam estas "autopistas" para voar para as terras quentes da África ou do Oriente Médio no outono boreal, segundo estatísticas da Universidade do Egeu (oeste).

A rota mais importante é a que vai da Europa Central rumo aos Bálcãs, passando pelo noroeste da Turquia - onde foi detectado o vírus mortal -, principalmente pelo istmo de Bósforo, em Istambul, que separa o continente asiático do europeu, para prosseguir até o Mediterrâneo oriental e, finalmente, para o vale no Nilo, no Egito.

Todos os anos, dezenas de milhares de cegonhas, águias, patos, gansos e outras aves atravessam os dois continentes nesta região privilegiada do ponto de vista ornitológico.

A segunda via se encontra entre o Cáucaso, o nordeste de Anatólia, Antakia (sul da Turquia), e dali para a Península Arábica e, finalmente, para a África central.

A terceira 'autopista' começa na Ucrânia, passa pela Geórgia e pelas grandes planícies de Anatólia oriental rumo ao Egito. Esta é utilizada principalmente pelas codornas, que vão passar o inverno na África.

Na Turquia, onde foram registradas cerca de 450 espécies de aves, a ornitologia está em pleno desenvolvimento e é promovida como atração turística.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host