UOL Notícias Notícias
 

12/01/2006 - 18h41

Bill Clinton anuncia acordo para reduzir preço de remédios contra Aids

=(FOTO)= NOVA YORK, 12 jan (AFP) - O ex-presidente americano Bill Clinton anunciou nesta quinta-feira que sua fundação negociou grandes descontos em exames e medicamentos contra a Aids com nove empresas e cinco países, inclusive Índia e China.

O acordo reduz em 30% ou mais o custo de produtos já remarcados, disponibilizados na maioria dos países em desenvolvimento.

"Com mais de um milhão de pessoas em tratamento em países desenvolvidos, enfrentamos um desafio crescente para manter os custos acessíveis para atender a outros milhões que os necessitam", disse Clinton em Nova York.

"Os exames generalizados são essencialmente para que a prevenção e os tratamentos funcionem e baratear os diagnósticos nos permitirá estender os exames a mais pessoas, mais rapidamente", afirmou.

Segundo o acordo, quatro empresas de China, Índia, Israel e Estados Unidos oferecerão exames rápidos de HIV, vírus causador da Aids, ao preço de 49 a 65 centavos de dólar cada. Este nível de preços permitirá aos países reduzir o custo do diagnóstico de HIV em 50%, disse Clinton.

Quanto aos remédios, o objetivo foi diminuir drasticamente os preços das drogas usadas em pacientes que se tornaram resistentes aos chamados medicamentos de primeira linha ou que causem graves efeitos colaterais.

Quatro companhias - três indianas e uma sul-africana - oferecerão o anti-retroviral de segunda linha Efavirnez por 240 dólares por paciente ao ano.

Outra empresa indiana fornecerá o anti-retroviral Abacavir por 447 dólares por pessoa ao ano.

Nos dois casos, isto representa uma diminuição de 30% no preço.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host