UOL Notícias Notícias
 

18/01/2006 - 22h53

Aids: anunciada triterapia mais eficaz e com menos efeitos colaterais

WASHINGTON, 18 jan (AFP) - Uma nova triterapia cotidiana é mais eficaz para cuidar das pessoas infectadas há pouco tempo com o vírus da Aids do que o tratamento hoje considerado como o melhor, de acordo com um estudo internacional publicado nesta quarta-feira nos Estados Unidos.

Esta triterapia, chamada de Tenofovir DF, uma combinação de três anti-retrovirais (Viread, Emtriva e Sustiva), permitiu baixar a carga viral até um nível não detectável em um grande número de doentes, superando em 14% os resultados obtidos com outro tratamento, com Combivir (AZT + 3TC) e Efavirenz (Sustiva), mais utilizado nos dias atuais.

Além disso, os efeitos colaterais provocados pelas triterapias, como anemia, fadiga e náuseas, são nitidamente menores nos doentes tratados com o Tenofovir DF, segundo o teste clínico de 48 semanas realizado com 517 homens e mulheres com média de 36 anos de idade, nos EUA e em quatro países europeus, entre eles a França.

Os resultados desse estudo serão publicados na edição do "New England Journal of Medicine" de 19 de janeiro.

"A simples combinação de Tenofovir (Viread), Emtricitabina (Emtriva) e Efavirenz (Sustiva) é potencialmente o tratamento mais eficaz com efeitos colaterais mínimos", afirmou o doutor Joel Gallant, da Escola de Medicina Johns Hopkins, em Baltimore (Maryland, leste), principal autor do estudo.

O Tenofovir e a Emtricitabina são dois medicamentos recentes, autorizados pela FDA, a agência federal americana que regulamenta o setor de alimentos e remédios, em 2001 e 2003, respectivamente.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host