UOL Notícias Notícias
 

18/01/2006 - 08h12

Mundo terá 1,9 bilhão de dólares para financiar guerra inicial contra H5N1

PEQUIM, 18 jan (AFP) - A primeira ofensiva mundial coordenada contra a gripe aviária terá uma doação de 1,9 bilhão de dólares graças ao grande êxito da conferência de doadores de Pequim, ressaltou nesta quarta-feira à AFP o comissário europeu de Saúde, Markos Kyprianou, ao término do encontro internacional na capital chinesa.

"Fico feliz de anunciar que a quantidade total prometida pela comunidade internacional chega a 1,9 bilhão de dólares", destacou Kyprianou em um comunicado. "É uma conquista muito importante", continuou.

O Banco Mundial anunciou, por sua parte, que as doações ficariam entre 1,8 e 1,9 bilhão de dólares.

Os Estados Unidos são de longe o maior doador, com 334 milhões de dólares prometidos, destacou o diretor-geral da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), Bernard Vallat. Atrás estão a União Européia, com 250 milhões de dólares (o que inclui a doação da Comissão Européia e as contribuições nacionais dos Estados membros), e o Japão, com 135 milhões.

A Austrália apoiará a ação com 60 milhões de dólares e a Rússia com 47 milhões.

Entre os países membros da UE, a França e a Grã-Bretanha são os maiores contribuintes, com 41,4 e 35 milhões de dólares, respectivamente.

O valor inclui uma linha de crédito de 500 milhões aberta pelo Banco Mundial para os países em dificuldade, acrescentou o diretor-geral da OIE.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host