UOL Notícias Notícias
 

20/01/2006 - 18h33

Tartarugas são encontradas mortas no litoral Pacífico da Nicarágua

MANÁGUA, 20 jan (AFP) - Várias tartarugas marinhas, de uma espécie protegida, foram encontradas mortas nas praias do Pacífico da Nicarágua, semanas depois que um fenômeno parecido aconteceu em El Salvador, disseram à imprensa militares e ambientalistas nesta sexta-feira.

As tartarugas, da espécie conhecida como Oliva (lepidochelys olivacea), não apresentavam sinais de violência ou de terem morrido por causa de atividade humana, garantiu o chefe de Assuntos Civis do Exército da Nicarágua, capitão Orlando Talavera.

Militares que protegem a reserva florestal da Península de Cosiguina, no Golfo de Fonseca, apoiaram por terra e ar grupos ambientalistas no rastreamento dos quelônios mortos nas praias, declarou Talavera.

Uma situação parecida ocorreu no início de janeiro, no litoral de El Salvador, onde apareceram mortas tartarugas marinhas de várias espécies.

Especialistas já estão estudando o fenômeno, que pode estar relacionado ao que também aconteceu na Nicarágua.

Pescadores e habitantes da área acreditam que as tartarugas podem ter sido vítimas da contaminação pela maré vermelha, que afetou a costa centro-americana de outubro a dezembro, ou da ingestão de algum tóxico artificial presente nas águas do Oceano Pacífico.

A Administração de Pesca e o Ministério do Meio Ambiente e Recursos Naturais (Marena) enviarão amostras para um laboratório especializado para determinar as causas da morte dos animais.

A Oliva é uma das menores espécies existentes de tartaruga marinha, e suas praias de desova se localizam no México, Nicarágua e Costa Rica.

A espécie é protegida na Nicarágua, onde há duas praias para a desova, cujo cuidado é de responsabilidade do Exército e do Marena.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,02
    3,136
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,02
    75.974,18
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host