UOL Notícias Notícias
 

23/01/2006 - 18h36

ONU: 2005 foi marcado por um clima "extremo"

GENEBRA, 23 jan (AFP) - O número de fenômenos climáticos extremos, tais como ondas de calor, secas, cheias e furacões, aumentou notavelmente no ano passado, informou a Organização Meteorológica Mundial (OMM), agência da ONU, nesta segunda-feira.

"Em 2005, temperaturas anormais foram registradas em muitas regiões do mundo", disse o secretário-geral da OMM, Michel Jarraud, durante seminário celebrado em Genebra.

Estas incluíram "fortes ondas de calor, registradas em uma grande parte da Europa continental e do norte da África em julho", informou o diretor da agência.

Entre estes fenômenos, está incluída ainda a pior seca registrada em Espanha e Prtugal desde o fim de 1940 e cheias que devastaram partes da Rússia e do leste europeu, e depois a Suíça, Áustria, Alemanha e República Tcheca.

Fora da Europa, "um número recorde de furacões atingiu a América Central, os Estados Unidos e o Caribe", disse Jarraud, afirmando que poderia haver um elo entre estes extremos climáticos e o aquecimento global, o qual afirmou "tem um impacto na variabilidade natural do clima".

"Ainda estamos vendo um aumento no número de fenômenos meteorológicos e climáticos extremos, dos quais alguns foram de uma intensidade sem precedentes", concluiu.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host