UOL Notícias Notícias
 

13/02/2006 - 18h26

Confirmados no sul da Europa novos casos de aves mortas por gripe aviária

PARIS, 13 fev (AFP) - Vários países do sul e do leste da Europa confirmaram nesta segunda-feira novos casos de aves selvagens encontradas mortas e infectadas pelo vírus H5N1 da gripe aviária.

Na Itália, foi confirmada a presença do vírus num cisne encontrado morto na província de Lecce, no sul do país, segundo a imprensa, que precisou que se trata do sexto cisne contaminado com o vírus em território italiano.

Na Grécia, o ministério da Agricultura confirmou a presença do H5N1 num ganso selvagem morto na semana passada na ilha de Skyros, no mar Egeu. A este caso se acrescentam os dos três cisnes selvagens encontrados mortos ao norte do país pelo vírus.

A preocupação aumentou depois da hospitalização no domingo, em Salônica (norte), de um caçador e um adolescente com sintomas que se pareciam com os da gripe aviária, depois de terem tido contato com aves selvagens.

Mas, na segunda-feira, as autoridades anunciaram que os testes do adolescente deram "negativo" e que ele podia voltar para sua casa, enquanto que o caçador permanece isolado numa unidade especial do hospital, à espera dos resultados de suas análises, previstos para terça-feira.

No domingo, a Eslovênia anunciou ter detectado o vírus H5 num cisne próximo de sua fronteira com a Áustria.

Philip Tod, porta-voz do comissário europeu de Saúde, Markos Kyprianou, sublinhou nesta segunda-feira que todos os casos descobertos até agora na UE são "felizmente" de aves selvagens e não aves de criação para o mercado. Bruxelas acredita que as medidas de controle de aves de curral devem ser suficientes para frear a doença.

Na Bulgária, foi confirmado o quarto caso de um cisne morto pelo vírus H5 da gripe aviária, menos virulento, embora testes mais precisos ainda estejam sendo realizados.

O vírus H5 também foi confirmado na Romênia, na cidade de Topraisar (sudeste), anunciaram nesta segunda-feira os serviços sanitários. O laboratório britânico de Weybridge realizará testes mais sofisticados para saber se se trata do vírus H5N1.

Desde o descobrimento, no dia 7 de outubro, do primeiro caso de gripe aviária, mais de 120.000 aves de curral foram sacrificadas na Romênia.

Na Croácia, as autoridades anunciaram nesta segunda-feira que nos últimos três dias foram encontrados oito cisnes mortos nas áreas urbanas do país, inclusive em Zagreb, embora não tenham precisado se estavam infectados pela gripe aviária.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    13h28

    0,24
    3,137
    Outras moedas
  • Bovespa

    13h36

    -0,48
    75.640,73
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host