UOL Notícias Notícias
 

28/02/2006 - 23h14

Aprovado nos EUA 1º adesivo transdérmico para depressão

WASHINGTON, 28 fev (AFP) - A FDA, agência americana que regula o setor de alimentos e remédios, autorizou nesta terça-feira a comercialização do primeiro adesivo transdérmico para tratar da depressão.

O adesivo, Emsam, que libera selegilina, foi criado pelos laboratórios Somerset Pharmaceuticals e será comercializado pelo grupo farmacêutico Bristol-Myers Squib.

Primeiramente, a selegilina foi autorizada pela FDA em 1989 sob forma de comprimido para o tratamento do mal de Parkinson. A substância também é prescrita para cuidar dos pacientes depressivos, nos quais os medicamentos mais utilizados, como Prozac, Zoloft e Paxil, são ineficazes.

O Emsam "se mostrou seguro e eficaz para o tratamento de depressões graves nos testes clínicos de seis a oito semanas, assim como nos estudos de longo prazo", destaca a FDA em nota divulgada em seu site.

Em sua dosagem mais fraca (6 mg de selegilina por 24 horas), não é preciso fazer mudanças na dieta. Já no caso de dosagens mais fortes (9 mg e 12 mg), a FDA recomenda evitar o consumo de determinados alimentos e bebidas, como queijos ou vinho, que podem provocar efeitos colaterais.

A única reação observada em alguns doentes durante os testes foi uma vermelhidão na pele ao retirar o patch.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host