UOL Notícias Notícias
 

01/03/2006 - 09h01

Grã-Bretanha investiga possível conflito de interesses no caso Jowell

LONDRES, 1º mar (AFP) - O governo britânico quer "esclarecer os fatos" a respeito de um possível "conflito de interesses" da ministra britânica da Cultura, Tessa Jowell, cujo marido é acusado em um caso de corrupção relacionado ao presidente do Conselho italiano, Silvio Berlusconi, informou Downing Street.

Sir Gus O'Donnell, secretário de Gabinete (supervisiona a administração pública), deve "esclarecer os fatos" a pedido da oposição conservadora, informou Downing Street.

"Tessa Jowell disse claramente que está segura de que tudo o que fez está em conformidade com o código ministerial. Para isso, os fatos devem ser esclarecidos", declarou o porta-voz de Tony Blair.

A ministra da Cultura confirmou um empréstimo de 400.000 libras (588.000 euros) concedido a seu marido, David Mills, um advogado internacional, para a casa que possuem em propriedade compartilhada.

A Justiça italiana suspeita que David Mills recebeu da Fininvest, a holding familiar de Silvio Berlusconi, 600.000 dólares em troca de falsos testemunhos em dois processos contra Berlusconi em 1997.

Segundo o jornal Sunday Times, com base em documentos provenientes da investigação realizada na Itália, Mills pagou o empréstimo com o dinheiro recebido da Fininvest.

Tessa Jowell afirmou "categoricamente" nesta segunda-feira que o dinheiro não provinha de Berlusconi, e o mesmo fez o seu marido nesta quarta-feira em uma entrevista divulgada pela BBC.

Em sua reportagem, a BBC informou que teve conhecimento de um memorando redigido pela Justiça italiana com data de 23 de janeiro pedindo à Polícia britânica que realizasse uma revista na residência do casal no norte de Londres.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,02
    3,136
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,02
    75.974,18
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host