UOL Notícias Notícias
 

01/03/2006 - 18h53

Organização Mundial do Turismo age para reduzir impacto da gripe aviária

VILNA, 1º mar (AFP) - A Organização Mundial do Turismo, agência da ONU encarregada do turismo mundial, se prepara para uma eventual pandemia humana de gripe das aves para tentar minimizar o impacto da doença na indústria do turismo, informou nesta quarta-feira o diretor da entidade.

"Por enquanto, a gripe das aves é um fenômeno que atinge aves, é uma epidemia que afeta animais, não pessoas", disse Francesco Frangialli, diretor da OMT.

"Por enquanto não há razão para deixar de viajar para qualquer país no mundo, desde que as pessoas observem as recomendações das autoridades sanitárias e veterinárias", acrescentou.

As mais de 90 pessoas que morreram vítimas da gripe das aves desde 2003, a maioria na Ásia, contraíram a doença depois de entrarem em contato com aves infectadas com o vírus H5N1 altamente patogênico.

Mas se o vírus sofrer uma mutação e se tornar capaz de ser transmitido de pessoa a pessoa, "a indústria do turismo sofrerá", afirmou. "O importante é que não sofra mais que o necessário", acrescentou.

A OMT está em contato com a Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre a gripe das aves e membros da agência de turismo da ONU celebrarão um encontro em Paris este mês para decidir um rápido plano de ação para a indústria do turismo caso surja uma pandemia humana.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host