UOL Notícias Notícias
 

04/03/2006 - 11h26

Uruguai nega que militares estão envolvidos em tráfico de armas no Brasil

MONTEVIDÉU, 4 Mar (AFP) - O governo uruguaio negou qualquer suposta participação de militares uruguaios no tráfico de armas que vem sendo investigado no Brasil, o qual envolve também oficiais de Argentina, Paraguai e Suriname, segundo comunicado do Ministério da Defesa.

"(...) Carecem de qualquer fundamento as notícias divulgadas com relação ao suposto envolvimento de oficiais superiores do país no tráfico ilícito de armas no que diz respeito em geral às Forças Armadas e em particular ao exército", afirma um comunicado.

"Recolhida a devida informação de fontes diplomáticas e parlamentares às quais se atribuía a responsabilidade de tais acusações, pode-se afirmar que não foram ratificadas em nenhum caso e concluir, consequentemente, que as notícias divulgadas a esse respeito (...) carecem de qualquer fundamento", prossegue o texto.

Em meados de fevereiro, decidiu-se criar uma comissão coordenada pela chancelaria brasileira com a participação de representantes de todos os países supostamente envolvidos para investigar as denúncias de contrabando de armas lançadas por uma comissão parlamentar brasileira.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host