UOL Notícias Notícias
 

14/03/2006 - 17h55

A sonda Stardust começa a revelar os segredos dos cometas

=(FOTOS)= ATLANTA, EUA, 14 Mar (AFP) - Poeira e partículas procedentes do cometa Wild 2, recolhidas pela sonda americana Stardust, permitem aprofundar a origem destes astros, informaram cientistas da Nasa (agência espacial americana), ao destacar nas amostras vestígios de temperaturas extremas, tanto altas quanto baixas.

"O que é bastante notável é que nesta poeira encontramos rastros de fogo e gelo", resumiu Donald Brownlee, encarregado científico desta missão, segundo um comunicado publicado na segunda-feira no site da Nasa na internet, resumindo uma apresentação à imprensa feita no mesmo dia, no Centro Espacial Johnson (JSC, na sigla em inglês), em Houston (Texas, sudoeste).

Ao contrário do que pensavam os astrofísicos, os cometas não são compostos unicamente de gelo, poeira e gases e poderiam ser corpos mais complexos de origens variadas, acrescentou este professor de Astronomia de Washington (noroeste), em Seattle. O Wild 2 parece ser um exemplo desta complexidade, acrescentou Brownlee.

"Parece que os cometas são constituídos de uma mistura de materiais formados em todas as temperaturas e em locais muito próximos do sol em seus primórdios, mas também muito distantes", observou Michael Zolensky, encarregado do Stardust e membro da equipe de pesquisas sobre este cometa no JSC.

As amostras trazidas pela sonda Stardust indicam a existência de peridoto, uma rocha natural abundante nas areias das praias do Havaí. Sua presença na cauda do cometa causou surpresa, segundo os cientistas.

O ferro, o magnésio e outros elementos são componentes importantes do peridoto, que se forma sob condições de altas temperaturas.

As amostras do Wild 2 contêm ainda outros materiais cuja formação requer temperaturas elevadas, como cálcio, alumínio e titânio.

Stardust chegou a estar a menos de 225 km do Wild 2 em janeiro de 2004 para recolher amostras de poeira e partículas que deveriam permitir uma nova compreensão da composição dos cometas e de como se diferenciam uns dos outros, explicaram os cientistas. Os cometas, com 4,5 bilhões de anos, são resíduos produzidos durante o nascimento do sistema solar, razão pela qual poderiam ajudar a descobrir o mistério sobre sua origem.

As amostras de Wild 2 foram distribuídas a 150 cientistas em todo o mundo para serem analisadas.

Os milhares de grãos de poeira e partículas contidos em cubos de aerogel são mais finos que um cabelo humano. Apenas duas dúzias das partículas recolhidas são visíveis a olho nu.

A Stardust trouxe ainda partículas interestelares recolhidas em sua viagem rumo ao Wild 2, que os cientistas começarão a analisar em breve.

O aerogel é um material quase tão leve quanto o ar, que permitiu capturar esta preciosa colheita de poeira interestelar e de cometa em alta velocidade, sem danificá-lo.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,21
    3,129
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h35

    0,04
    76.004,15
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host