UOL Notícias Notícias
 

15/03/2006 - 17h18

Pais recorrem a tribunal para defender o direito à vida de seu bebê

LONDRES, 15 mar (AFP) - Uma família britânica conseguiu nesta quarta-feira prolongar a vida de seu bebê de 18 meses, que sofre de uma doença grave, ao ganhar um recurso contra o hospital no qual a criança recebe assistência respiratória.

O bebê, conhecido pelo nome de MB, sofre de uma doença genética, a atrofia espinhal progressiva, que causa paralisia geral. Atualmente, ele precisa de assistência respiratória para viver, mas o hospital queria interromper o tratamento, o que provocaria sua morte imediata.

A criança não respira, mastiga ou engole por conta própria, mas parece não ter problemas mentais. Ela mexe as sobrancelhas, os pés e os dedos.

A Suprema Corte de Londres considerou que o bebê conseguia extrair prazer do contato com a família para justificar a manutenção de sua vida. O bebê parece ser capaz de enxergar, ouvir e sentir prazer durante as oito ou nove horas em que sua família fica com ele, relevou o juiz Edward Holman.

MB "está consciente de tudo que o cerca. Como várias crianças de sua idade, ele adora ouvir histórias, escutar música e assistir aos desenhos animados na TV. Ele adora brincar com seus pais, seu irmão e sua irmã. E já é capaz de expressar o que ele ama e não ama", acrescentou a família, cuja identidade é preservada por ordem judicial.

O magistrado, no entanto, estabeleceu limites para os tratamentos dos quais o bebê poderá se beneficiar, se seu estado de saúde se deteriorar.

Outro caso semelhante é o de uma menina de 31 meses severamente debilitada, cujos pais lutam há um ano e meio na justiça para obrigar os médicos a reanimar o bebê. No fim de fevereiro, no entanto, um tribunal londrino autorizou os médicos a não reanimá-la caso seu estado de saúde se deteriorasse.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,13
    3,270
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,51
    63.760,94
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host