UOL Notícias Notícias
 

16/03/2006 - 14h37

Assinaturas do acordo Arafat-Rabin em leilão por US$ 50.000

WASHINGTON, 16 mar (AFP) - As assinaturas "Y. Arafat", "Y. Rabin" e "Bill Clinton" sobre um programa da Casa Branca com data de 13 de setembro de 1993, dia do histórico aperto de mãos entre o chefe da Organização para a Libertação da Palestina (OLP) e o primeiro-ministro israelense, estão à venda por 50.000 dólares em um site na internet.

Uma ex-conselheira de Bill Clinton, Melinda Bates, que participou na organização do histórico encontro nos jardins da Casa Branca e pediu os autógrafos dos participantes, oferece este documento em leilão até sexta-feira em um web-site especializado. "Como ajudante particular do presidente, devia organizar este acontecimento. A cerimônia foi immortalizada pela famosa fotografia onde se vê o presidente Clinton com os braços estendidos entre os senhores Rabin e Arafat diante da Casa Branca", explica Bates no site.

O documento também está assinado por Lea Rabin e Hillary Rodham Clinton. Bates cita um episódio cômico: devido à falta de tempo para reler os programas por causa da precipitação nos preparativos da reunião, sob o nome de Rabin, o nome de Israel aparece como "Isreal" (que em inglês significa "É real"). Com a morte do líder palestino em novembro do ano passado, Bill Clinton declarou que a História lembraria que o maior momento de Yasser Arafat aconteceu em 13 de setembro de 1993, quando ele e o primeiro-ministro de Israel, Yitzhak Rabin, apertaram as mãos nos jardins da Casa Branca e selaram os Acordos de Oslo, que resultaram em sete anos anos de negociações, progresso e paz relativa. Porém, ninguém parece muito interessado na História. Até o meio-dia desta quinta-feira, a proposta não havia recebido nenhuma oferta.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,28
    3,182
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,29
    64.676,55
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host