UOL Notícias Notícias
 

21/03/2006 - 11h18

Autoridades paquistanesas confirmam primeiro foco de gripe aviária

Por Ashraf Khan KARACHI, Paquistão, 21 mar (AFP) - A presença no Paquistão de um primeiro foco do vírus H5N1 da gripe aviária em aves do noroeste do país foi confirmada por meio de análises, informou nesta terça-feira o ministério paquistanês da Agricultura.

O vírus foi detectado em duas granjas. As amostras obtidas destas aves infectadas foram enviadas ao laboratório britânico de referência mundial de Weybridge, que confirmou os resultados, disse à AFP o porta-voz do ministério, Mohamed Afzal.

A fonte acrescentou que todos os exames realizados nos funcionários das criações afetadas haviam dado resultado negativo e que nenhum caso humano foi registrado.

A epizootia poderá ser devastadora para a indústria avícola no Paquistão, onde as aves representam 45% do consumo total de carne neste país de 150 milhões de habitantes.

Índia e Afeganistão, Estados que fazem fronteira com a Índia, confirmaram a presença de focos do vírus H5N1 em seu território. Na semana passada, as autoridades paquistanesas proibiram as importações de aves provenientes em particular de Índia e Irã.

As autoridades paquistanesas ordenaram o sacrifício de 25.000 galinhas em duas granjas afetadas das cidades de Charsadda e Abbottabad depois da confirmação da presença do vírus de tipo H5, comum nos pássaros, no dia 27 de fevereiro.

Vários paquistaneses deixaram de comprar aves, apesar de se tratar de um elemento essencial da alimentação local, devido à ausência de uma campanha de informação pública e pelo temor crescente da gripe aviária.

O presidente da associação avícola Pakistan Poultry Association, Raza Mahmood Khursand, ressaltou prejuízos de cerca de 6 bilhões de rúpias (100 milhões de dólares) desde 27 de fevereiro, e explicou que temia uma nova baixa na demanda.

Khursand pediu que a população mantenha a calma, afirmando que o Paquistão já havia vacinado todas as aves das criações existentes no começo de março.

"Está muito claro que o vírus foi descoberto unicamente nas duas granjas e que não houve expansão", assegurou.

No Paquistão, mais de 1,5 milhão de pessoas trabalham direta ou indiretamente na indústria avícola, avaliada em 100 bilhões de rúpias (1,6 bilhão de dólares). Existem aproximadamente 25.000 criações de aves no país.

No fim de 2003, cerca de 3,5 milhões de aves foram sacrificadas depois do surgimento das cepas virais H9 e H7 da gripe aviária. O sacrifício das aves e a queda dos preços custaram à indústria avícola 1 bilhão de rúpias (16,6 milhões de dólares).

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,21
    3,129
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h35

    0,04
    76.004,15
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host