UOL Notícias Notícias
 

22/03/2006 - 17h58

Ajudado pelas mudanças climáticas, inseto ameaça bosques canadenses

LAC LE JEUNE, Canadá, 22 Mar (AFP) - A proliferação de um minúsculo besouro, atribuída ao aquecimento global provocado pela mudança climática, está devastando os bosques de pinheiros do oeste canadense e pode ameaçar outras regiões de floresta da América do Norte, afirmam especialistas.

O Dendroctonus, que ataca o pinheiro, é um inseto do tamanho de um grão de arroz que tira a cortiça das árvores, e já contribuiu para a destruição de madeira num valor estimado em 5,1 bilhões de dólares. A praga pode causar o corte de milhares de postos de trabalho na indústria florestal.

"É a primeira manifestação de uma infecção de parasitas que resultam da mudança climática", disse Avrim Lazar, presidente da associação de produtores florestais do Canadá.

Lazar estima que cerca de 480 milhões de metros cúbicos de madeira foram afetados pelos insetos, três vezes a taxa de corte anual canadense.

Até o momento, a província da Columbia Britânica, no extremo oeste do país, foi a mais afetada, mas também sofreu o impacto a vizinha Alberta e o oeste dos Estados Unidos.

Os especialistas temem que a praga continue se espalhando para o sudeste do continente americano. O jornal La Presse, de Quebec, publicou recentemente que este evento poderia, inclusive, ameaçar o bosque boreal de Quebec.

O dendroctonus não é um recém-chegado aos bosques da Columbia Britânica, mas as mudanças climáticas o transformaram em uma verdadeira praga.

Normalmente, a população destes insetos cresce durante o verão e 95% de sua população morrem durante o inverno devido a temperaturas inferiores a 20 graus Celsius, explicaram os especialistas.

No entanto, durante o último século, o aquecimento global fez com que "a temperatura média do inverno aumentasse de 2,2 para 2,6 graus no interior da província", disse Jim Snetsinger, encarregado do serviço florestal da Columbia Britânica.

Nos últimos 15 anos as temperaturas não caíram o suficiente pelo tempo necessário para matar os besouros, o que gerou um explosivo aumento de sua população. Até 2013, "80% dos pinheiros (da região) serão afetados", calculou.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,29
    3,167
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h30

    -0,17
    74.318,72
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host