UOL Notícias Notícias
 

25/03/2006 - 19h05

OMS alerta sobre situação em Gaza depois do aparecimento da gripe aviária

JERUSALÉM, 25 mar (AFP) - A Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou neste sábado sobre os riscos sanitários e alimentícios para a população da Faixa de Gaza depois do aparecimento do vírus H5N1 da gripe aviária.

A Organização pediu à comunidade internacional e a Israel que ajudem rapidamente a Autoridade Palestina a tomar as medidas de prevenção e controle necessárias.

Além disso, a OMC exortou a Autoridade Palestina a "tomar todas as medidas necessárias", inclusive o sacrifício de aves e a quarentena, como exigem as normas internacionais, segundo um comunicado.

A Organização também expressou sua preocupação com o fato de o sacrifício de aves ainda não ter começado em Gaza, três dias depois do aparecimento do vírus, devido à falta de meios técnicos e econômicos para indenizar os granjeiros.

"A propagação do vírus e as conseqüências que isto pode acarretar para a população de Gaza são preocupantes", sublinhou o diretor da OMS para a Faixa de Gaza e a Cisjordânia, Ambrogio Manenti.

A situação nos territórios palestinos é grave porque a carne de ave é a principal fonte de proteínas do 1,3 milhão de palestinos que vivem na região.

Até agora, o vírus H5N1 foi detectado em dois focos na Faixa de Gaza, um no centro e outro na área de Rafah, ao sul.

Israel também foi afetado pela gripe aviária em cinco pontos diferentes de seu território, nos quais já foram sacrificadas centenas de milhares de aves.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host