UOL Notícias Notícias
 

04/04/2006 - 17h41

Uma restrição calórica parece ter um efeito favorável na longevidade

WASHINGTON, 4 abr (AFP) - Uma redução de cerca de 25% do consumo diário de calorias durante seis meses registrou efeitos positivos em vários indicadores bioquímicos e celulares responsáveis pelo envelhecimento entre os humanos, segundo um estudo publicado nesta terça-feira nos Estados Unidos.

A pesquisa, divulgada pelo Journal of the American Medical Association (JAMA) "estabeleceu as bases de futuros estudos visando a determinar os efeitos a longo prazo da restrição de calorias entre os humanos e a determinar se isso permitiria aumentar realmente a duração da vida", comentou John Holloszy, professor de medicina na Universidade de Washington.

O estudo mostrou que homens e mulheres sedentários de 25 a 50 anos submetidos a uma redução de calorias de 25% apresentavam, depois de seis meses, níveis de insulina mais fracos em jejum e uma temperatura do corpo mais baixa comparada a de outros grupos.

O DNA desses indivíduos mostrou menos danos devido à oxidação, que é considerada um indicador do envelhecimento celular.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host